Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO O AMOR TERMINA

Por que relacionamentos durante
muito tempo estáveis um
dia acabam?
Osculos e amplexos,
Marcial

QUANDO O AMOR TERMINA
Marcial Salaverry

Uma frase que muitas vezes escutamos quando um relacionamento chega ao fim, é aquela famosa: “Acabou. Não te amo mais. Acabou o amor que eu tinha”.
Na realidade, o que havia era um relacionamento, e não um amor.  Um amor de verdade não acaba assim.  Se acabou, podemos ter a certeza de que não era um amor real, o que ambos viviam.  Apenas estavam juntos, mas não havia um amor de verdade.
Quando uma união sobrevive com amor, este persiste, não acaba de uma hora para outra.
Muitas vezes pessoas que ainda se amam, terminam por separar-se por desinteligências, por ter surgido algum problema mais sério, que pode ser financeiro, ou por alguma traição, ou por ter surgido no caminho de um deles alguma paixão.
 Seria hora de procurar  as razões que estão levando a essa separação, e analisar se não vale a pena deixar o amor viver, do que mata-lo desse maneira. Um diálogo franco pode esclarecer muitas coisas, e pode até mesmo evitar a separação.
Uma separação sempre causa frustração.  Fica aquela sensação de vazio na alma.  Principalmente se ainda há amor entre ambos.  Nesse caso, vem a pergunta angustiante: Por que a separação? O que está acontecendo?
O que ocorre muitas vezes, é que apenas um dos parceiros ama. O outro apenas vive junto.  Os motivos que levam um casal nessas condições a permanecer junto são vários, pode ser por comodidade, por causa dos filhos, por interesse.  Sabe-se lá.  Uma hora termina.
Ou então manter uma relação por pena, para não ver sofrer “aquela pessoa que tanto me ama”. Pode se chamar de  sentimento menor, esta atitude. Ninguém deve viver com alguém  por pena. Não se deve abdicar da vida por tal motivo.  Ou ama, ou não ama.  E se não ama, é melhor cada qual buscar novos rumos, ainda que possa causar sofrimento.
Mas a dor passa.  É pior permanecer junto, apenas para manter as aparências.  E isto é o que menos importa. O importante é procurar viver a vida, e deixar viver.
Nesses casos, justifica-se uma separação.
Algumas separações podem ser traumáticas, e nesses casos o que ocorre, é que pessoas que dizem amar-se, quando se separam, passam a falar mal da ex-parceria. A isto podemos chamar de  falta de  coração.  O que se deve fazer é viver e deixar viver.
Por que se fazem certas perseguições apenas porque acabou um relacionamento? Existem pessoas que sentem um sentimento de posse, mesmo quando a união se desfaz, e não querem admitir que a ex-parceria tenha novos relacionamentos, o que leva a situações bem desagradáveis, principalmente quando existem crianças no meio da confusão.
Quando se chega à conclusão de que não existe mais condições de vida em comum, quando o que houve matou a vontade de viver junto, o melhor é encarar esse fim com cabeça fria e dentro do melhor entendimento possível. O amor ainda pode existir, mas se algo matou o respeito entre ambos, nada mais dará certo.  Então vamos cada qual viver sua vida, mas sem esquecer nossa condição de seres racionais, sem rancores. Afinal, um dia houve algo que foi chamado de amor.  Algum sentimento havia.  Se a falta de diálogo, os desentendimentos constantes levaram a uma situação insustentável, pelo menos  o respeito humano sempre deve persistir. Brigas, discussões, perseguições, a nada levam.
Pensem bem nisso.  E se hoje existe tristeza, um dia houve felicidade. São esses os momentos que devem persistir, mesmo que não consigam viver mais juntos.
Com essa idéia de entendimento e respeito no ar, desejo a todos UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 04/08/2006
Código do texto: T208864
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 77 anos
19840 textos (1961468 leituras)
3 áudios (855 audições)
6 e-livros (2134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:19)
Marcial Salaverry