Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Corrupção

Não é sobre o comportamento genérico da classe política que falará a crônica.
Pelo contrário, é sobre a vida incorruptível do verdadeiro religioso, que fez da ética sua profissão de fé que abordaremos neste espaço.
Há dois patrimônios da fé católica que instigam às ciências.
Em Lourdes, na França, vivia a jovem Bernadete que morreu aos 35 anos em 16/04/1879, e virou a Santa Bernadete porque viu a mãe de Christo que os franceses por devoção chamaram de Nossa Senhora de Lourdes, até construíram uma linda Basílica no local, que se assemelha a nossa Aparecida do Norte aqui no Brasil, o roteiro é o mesmo, muita devoção e milagres em profusão.
Em Assis na Itália viveu e morreu Clara aos 60 anos, isto em 11/08/1253, a irmã Lua já que o Francisco era o irmão Sol, ambos, ícones da fé católica italiana sem concorrentes religiosos a altura. Itália como a Polônia são católicas até a alma, não deram chance ao Protestantismo Europeu patrocinado pelo Germânico Martinho Lutero, que andava desgostoso politicamente com o Papa, pelo mercantilismo da fé católica,  rompendo com o Vaticano, isto em 1520.
Voltando ao caso das santas, esses dois têm em comum o fato de que após a morte não houve a corrupção do corpo, como ensina a fé verdadeira, ou a decomposição da carne como fala o coveiro.
Seus corpos estão em redomas de Cristal para os visitantes do mundo inteiro apreciar com esses olhos que a terra ainda irão comer, independente da coloração religiosa do devoto.
Mais que isto, são casos que mesmo para o cientista descrente fica uma interrogação na cabeça, um sinal de que Deus deixou suas impressões digitais para os descrentes mundo afora.
No caso de Clara, é mais surpreendente ainda, pois foi há mais de 750 anos.
Seu corpo resiste ao tempo, e não houve o embalsamento do corpo comprovadamente.
Foi em 1850 que o caso se tornou público quando da remoção dos seus restos mortais que se verificou o milagre de um corpo incorruptível mesmo após a morte.
Lógico que elas eram seguidoras de Christo, que por sinal reza a fé cristã que “subiu aos céus e está sentado a direita de Deus Pai Todo Poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos”.
Por isso foram santificadas.
Dizem os mais experientes que um corpo demora mais de quinze anos para se corromper totalmente, mas há pessoas que juram que dependendo do sujeito após a morte se não enterrar logo acaba virando pó durante o sepultamento, tal o nível de corrupção em vida.
bueno
Enviado por bueno em 04/08/2006
Código do texto: T209438
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
bueno
Curitiba - Paraná - Brasil, 59 anos
30 textos (3294 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:22)
bueno