Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Registei numa mini-crónica o começo do dia, vou agora conclui-lo no fechar dum ciclo entre o acordar e o adormecer, na dor me ser tecido de ter sido dia de despedida, neste período onde vamos partindo para férias, dentro das férias nas férias... Conjugando a realidade onde o real é ideal, mas a idade obedece ao tempo e este não se idealiza nem partilha, como se fosse ilha onde haja construção da Utopia.

na Utopia
1

só o poema vive na Utopia
da cidade ideal vi_vi_da
idealizada e perfeita!

A comunicação de Babel
A realizar-se plena

compreensão universal da poesia!

2
só um verso tem a língua
a desenhar no papel o jeito
do sujeito se... dando

A dar a Dara
A macia magia dum beijo

onde língua sabor_eia carícia!

3
só a poesia nos merece este
mérito do merecimento
Pretérito e Futuro

A auscultar esse ósculo
A dar a boca na boca

onde o dizer é saber e sabor!

A utopiA
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 11/08/2006
Código do texto: T213860
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310494 leituras)
37 áudios (39566 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:00)
Francisco Coimbra