Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O facto de saber que, quando chegar ao fim do texto, vou ter escrito uma crónica sobre o inicio de mais uma semana... dá que pensar. Dá que pensar... fazer este suspense, à espera que ...o susto pense... (e eu) decida ir dormir. Pois é assim que a semana começa, com vontade nenhuma de ir dormir e lendo alguns emails.

Se registar o que escrevi entretanto, não é entre tanto... Será quase tudo o que escrevi e vem integrar a "crónica do momento".

Sem comentários, ponho em sequência os três últimos textos, um, dois, três:

Um

da vigília ao sonho
o mesmo ser divide
tempo/ pensamento
sempre mãos dadas
de pé e numa cama
o sonho dum levitar
a poesia em versos!

[para a Luna&Amigos]

Dois

LIBERTANDO A LIBERDADE!
se te pedem que a tua voz seja forte como o aço
para a disparares servindo de arma como faço
que seja a Paz sem necessidade de fazer Guerra
o nosso recurso ao Amor com tudo que encerra

[para a Deth - http://www.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=215607]

Três

XANDE REGO
Oi, ca(ma)ra(da)...

Você é nome depois das letras
ou o nome antes das letras,
agora veio em notícia e apelo.

Tristeza sabê-lo dependente
de ouvir ler de terceiros.

Melhoras rápidas, abraços...
(um cara, de cama, acompanhado
é que está bem, fique com poesia!)

[para o Xande Rego, através da Angela Lara]

{Imagem do varal nº35 - gettyimages - na Luna&Amigos.
Aviso para uma "crónica anunciada", provavelmente terá já um nome, hei-de ver se amanhã passo mais uma mini-crónica para entrar na sequência onde tenho dialogado com a poesia do Assim.}

Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 14/08/2006
Reeditado em 14/08/2006
Código do texto: T216008
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310478 leituras)
37 áudios (39564 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:10)
Francisco Coimbra