Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOFRI À TOA

Não sei mais falar de amor.
Estranho!
Logo eu, que tanto pensei amar.
Eu que tanto sofri por esse amor.
Que cheguei a adoecer!

Como posso não saber mais de amor?
Será que a desilusão foi tão grande?
Que hoje não conheço mais o que é amar?
Talvez eu não tenha amado tanto quanto pensei.
Talvez o que eu sentia nem era amor.

Acho que eu não sabia o que sentia.
Pensei que sabia, mas não sabia.
Enganei a mim mesma e aos meus próprios sentimentos.
E com certeza, sofri à toa.
Me acabei por sentimento nenhum.

Hoje sei disso, porque esse amor acabou ou nunca existiu.
E não sei como posso ter pensado em ter amado tanto.
Tenho certeza que o que vivi e o que senti, não foi amor.
Foi algo que nem sei explicar.
Um sentimento desconhecido.

Que só era preso pela intimidade.
Intimidade que me fez pensar amar.
Mas a desilusão destruiu até o pouco que pensava.
E vi que me desiludi por nada!
Descobri que ninguém vale uma desilusão...
Maysa Barbedo
Enviado por Maysa Barbedo em 15/08/2006
Reeditado em 30/09/2006
Código do texto: T216903

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maysa Barbedo
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
2967 textos (326172 leituras)
7 áudios (1543 audições)
104 e-livros (20164 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:02)
Maysa Barbedo