Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dois tipos de terror

Romeu Prisco
 
Já escrevi sobre este tema e volto a fazê-lo, por considerá-lo oportuno. Para mim, existem dois tipos de terror, como exponho a seguir.
 
Um, que se apresenta barbudo, mal trajado, ostensivamente fanático por uma religião, apátrida, sem poderes constituídos, sem lenço, sem documento e sem endereço fixo e conhecido. Via de regra, ataca sem dar prévio aviso, embora o faça em defesa das suas causas.
 
Outro, que se apresenta bem barbeado, trajado de paletó e gravata, disfarçadamente fanático por uma religião, com nacionalidade, governo e congresso conhecidos, que o aprovam sob rigidos princípíos éticos, morais e legais. Assim, via de regra, ataca dando prévio aviso, para combater as causas do anterior.
 
O primeiro deveria ser portador de armas de destruição em massa, que colocariam em risco a paz mundial, mas, por motivos desconhecidos, delas ainda não fez uso. Destarte, limita-se ao emprego de homens-bomba e de alguns foguetes de pequeno alcance, o que torna as suas ações menos destrutivas e mais demoradas. O segundo, que jamais teve e que jamais virá a ter armas de destruição em massa, limita-se ao emprego de equipamento bélico de última geração, de alta precisão e poder de fogo, o que torna as suas ações extremamente destrutivas e mais rápidas.
 
Apesar dessas diferenças, o curioso da história é que nem sempre eles foram inimigos. Sempre que interessou ao "terror formal", e não seria nenhuma surpresa se isto voltar a acontecer, ele se aliou, financiou e municiou o "terror informal", claro é, tudo na "melhor das intenções". Ora para expulsar soldados da extinta URSS de territórios indevidamente ocupados, como se deu no Afeganistão, ora para preservar reservas petrolíferas, como já se deu no próprio Iraque, ora para restabelecer a democracia em países comuno-socialistas, casos de Cuba, Chile e, logo-logo, da Venezuela. Na China não deu certo, porém, o que importa se a China é comunista, enquanto for um grande mercado consumidor ?
 
Triste resumo da ópera: para acabar com esses dois tipos de terror, só mesmo um terceiro tipo de terror !

--------------------------------------------------------------------------------

Respeite os direitos autorais.
Visite:
www.lunaeamigos.com.br/prisco/prisco.htm
www.recantodasletras.com.br/autores/romeuprisco
 
 
 
 
Romeu Prisco
Enviado por Romeu Prisco em 16/08/2006
Código do texto: T217771

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Romeu Prisco
São Paulo - São Paulo - Brasil
142 textos (31845 leituras)
9 áudios (4848 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 06:51)
Romeu Prisco