Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

De professor a carcereiro

     Num papo descontraído entre amigos ouvi um belo discurso de um camarada – amigo de trabalho – que, por vias de dúvidas, pode ser classificado – originalmente – de político.
     Comentei, querendo saber, o porquê dele não colocar a idéia no papel. Argumentou: “Sou péssimo em escrever.” Pedi permissão e cá estou a escrever sobre.
     A princípio, os guardiões da Educação colocarão seus dedinhos contra quem cá escreve, mas leiam até a última letra. O primeiro passo, senhores, as escolas serão ‘detonadas’; conversa dum respeitável político de esquerda. E, professores se tornarão carcereiros (se bem que já na atualidade, em parte, alguns exercem tais funções).
     Fatos estranhos. Mas logo um argumentou que não seria nada mal e acrescentou:
     “- Quero ser o carcereiro do Fernandinho Beira Mar.  Ficarei rapidamente milionário – ou até mias – pois celulares a ele não hão de faltar.”
     Sendo assim, também gostaria de ser, mas com o intuito de ser bilionário: colocaria o meu telefone fixo ao dispor do tal e, conseqüentemente, pagaria todas as ligações – inclusive as interurbanas. As piores, senhores, seriam para a Colômbia – diretamente para as Forças Revolucionárias. Mas bilionário seria; e, numa escuta:
     “- Mande dez carregamentos da erva...”
Prof Pece
Enviado por Prof Pece em 23/08/2006
Código do texto: T223008
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Prof Pece
Araçatuba - São Paulo - Brasil, 46 anos
243 textos (25953 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 07:56)
Prof Pece