Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ofendendo o próximo de maneira diplomática, sem contribuir para com a violência

Há muitas maneiras de se dizer a mesma coisa, isso é útil, assim você determina qual delas usará para determinada pessoa. Em uma discussão por exemplo, eu sou contra a violência, mas como ninguém tem os nervos de aço, às vezes extrapolamos. No calor de uma discussão você xinga a mãe do próximo (que não tem nada a ver com o assunto a não ser ter colocado o tal no mundo) e impulsivamente, no instinto de defender a mãe a pessoa pode querer te agredir.

Seria sensato xingar a mãe, o pai, a irmã, mas que seja feito de uma maneira mais discreta; vamos ver:

Se eu estivesse em uma discussão agora, querendo ofender o adversário, mas para não provocar uma serie de espancamento poderia usar a seguinte linguagem:

1- “Sua progenitora é um indivíduo de índole questionável, moral duvidosa, que obtém o seu sustento simulando o ato da perpetuação de sua espécie em troca de recursos oferecidos por profissionais do transporte, e colaboradores em geral. Para a persuasão de seus clientes, ela se indumenta com números inferiores as suas medidas reais, despertando assim instintos carnais em outros indivíduos do sexo oposto. Como ferramenta de trabalho, usa os próprios orifícios naturais de sua anatomia”.

2- “Seu progenitor é uranista”.

3- “Você é um pederastra pervertido”

4- “Sua irmã tem capilares nos mamilos”

Viu só, acabamos de chamar a mãe do suposto oponente de prostituta, ele e o pai de homossexuais, e a irmã de “pelancuda”. Dessa forma atingimos o individuo sem provocar nenhum tipo de agressão física; já que a descrição acima parece mais um elogio arcaico.

É uma maneira amena de canalizar nossa raiva do dia-a-dia, sem estimular a violência.
Chaos Theory
Enviado por Chaos Theory em 25/08/2006
Reeditado em 25/08/2006
Código do texto: T225160

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Chaos Theory
Itajubá - Minas Gerais - Brasil, 30 anos
78 textos (11378 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 11:11)
Chaos Theory