Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

flores abertas

Planto as palavras para desabrocharem, passando de botões a abertas flores. Desabotoo a escrita que habito.
Se não me risse chorava, a emoção seria um bordado de bilros para pessoas com visitas a museus que conhecem vidas passadas sem serem revisitadas por espíritos.
Um poema escrito nas márginas dum jornal, reconhecidamente dela; enquanto declamava li:

Flores são as rosas em botão
que vêm abrir nas jarras
o seu esplendor!

Disse-lhe o meu amoR
sem ter a menor dúvida

Quando me queres sou tua!
Mim

{É tarde e limito-me a apresentar como crónica... esta prosa e poesia.}
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 25/08/2006
Código do texto: T225321
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310487 leituras)
37 áudios (39565 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:20)
Francisco Coimbra