Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

“TIPO ASSIM”

O dia foi marcado por uma estranha sensação de familiaridade na fala de todos. Uma conexão comum nos mais diversos assuntos, um fragmento presente nos discursos cotidianos, nas silenciosas intenções e nos pronunciamentos formais.

Logo pela manhã, tentei contar as vezes que a expressão “tipo assim” surgia nas orações de minha filha. Uma distração, e as palavras estavam ali, comuns, quase despercebidas... Tentei alertá-la, mas ela respondeu que “tipo assim” era uma gíria moderna e que não poderia ser censurada por ter um linguajar na moda. Todos na escola falavam assim, inclusive, alguns professores.

No trajeto rotineiro, estava sensível ao ouvir cada novo “tipo assim”. Era mais comum do que eu imaginava, era uma epidemia linguística. Quantas palavras não estavam olvidadas, quantas construções não estavam abandonadas depois da expressão, certamente, uma inserção de algum personagem da televisão. “Tipo assim” também era um penduricalho, enfeitando frases curtas.

Busquei razões para o uso exacerbado do “tipo assim” e contemporizar o vício linguístico que torna os sintomas recorrentes. Alguma pessoas gostam de enfatizar seus temas com o uso de “em suma”, enfim”, “com certeza”, “por conseguinte”... Outros, mais afetadas e doutorais, gostam de compor orações com várias conjuções dando um aspecto mais pomposo: Não obstante, todavia, entretanto... Além do execrável “a nível de” que sempre surge em reuniões ou em conversas mais impostadas.

Um jovem despertou minha atenção quando atravessou em minha frente com o pensamento exteriorizado, olhar distante, passos pausados e com dois livros volumosos no colo... “De quando em quando...” Só ouvi o início da frase, mas foi o suficiente para me trazer a nostalgia das tantas locuções que são substituídas pela expressão coringa. Mas logo esbarrei no comentário de duas adolescentes: “A professora, tipo assim, é uma chata.”

Desisti de tentar justificar a escassez das palavras que ressecavam com a abundante aparição, até para não deixar que a expressão se tornasse uma idéias fixa. Juntei os documentos para a reunião de apresentação de metas e reli a pauta e o breve resumo dos assuntos a serem tratados.

A reunião começou com as apresentações formais, as boas-vindas dos organizadores e a exposição minuciosa da situação do setor de cada participante. Powerpoint, relatórios, gráficos, e a atenção flutuante tentando encontrar no tom monocórdico de alguns o conteúdo principal. Mas eis que a  famigerada expressão surgiu e, entre conjunções graves e pleonásticas, termos técnicos, pompas e circunstâncias, encontrou-se presente no discurso de todos as pessoas, exemplificando, contextualizando, enfatizando...
Helena Sut
Enviado por Helena Sut em 26/08/2006
Reeditado em 28/08/2006
Código do texto: T226069
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Helena Sut
Curitiba - Paraná - Brasil, 47 anos
614 textos (789770 leituras)
2 áudios (1258 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:12)
Helena Sut

Site do Escritor