Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR... OU PAIXÃO

AMOR... OU PAIXÃO
Marcial Salaverry

São sentimentos que se entrelaçam, que se confundem, mas que tem diferenças fundamentais, senão vejamos.
A Paixão geralmente surge sem aviso, fulminante. Quantas vezes isso acontece. Alguém cruza o caminho de alguém. Olham-se e sentem-se atraídos como se houvesse um imã gigantesco entre ambos.
O resultado é uma dessas paixões que acabam sendo de curta duração, como uma comparação que li em alguma parte, "uma paixão é como um ramo de rosas. Muito lindo, dá muito prazer, mas logo murcham e fenecem".
Posso acrescentar que como as rosas tem espinhos que podem ferir a mão de quem as toca, as paixões por vezes deixam marcas que ferem até mesmo a alma das pessoas envolvidas.
Muito bem colocada essa comparação, pois uma paixão é efêmera. Assim que o encanto se quebra, ela termina. Por vezes mais cedo para um do que para o outro, trazendo assim muito sofrimento.
É um sentimento perigoso por ser incontrolável. Por vezes provoca resultados até mesmo trágicos. Casos como o do filme Atração Fatal, são mais comuns do que se pode pensar.
Por outro lado o Amor é um sentimento abrangente. Chega suave e gostoso. Até mesmo o famoso "Amor à Primeira Vista". Desperta os melhores sentimentos que qualquer pessoa pode ter.
Muitas vezes pessoas que se viam constantemente, só descobriram que se amavam após uma longa amizade e é esse sentimento que realmente conta.
A mesma pessoa que fez a comparação da paixão com as rosas, muito poeticamente fez a seguinte comparação sobre o Amor "o amor é como um jardim de azáleas, que está firmemente plantado na terra, e por estar plantado, vive muito tempo".
Pode-se oferecer um ramo de rosas para alguém, como se pode oferecer paixão... porém, as azáleas permanecem plantadas, não são vendidas em ramos. Não se pode oferecer azáleas, como não se pode oferecer o amor. O amor é sentido aos poucos. Vem surgindo lá de dentro. Não se ama quem se quer. Ama-se a quem se ama.
Um erro em que muita gente incorre, é querer "conquistar" o amor de alguém. Pode-se CONSEGUIR ser amado (a) por alguém, desde que o sentimento seja recíproco.
Esse é o grande segredo do Amor. Ele, ao contrário da Paixão, não pode ser unilateral.
Justamente por isso não é "conquistado". Ele é dado e recebido. E essa troca de sentimentos é que forma a base de tudo.
Por outro lado, existe uma forma universal de amar, que não implica no fato de que se ame a um certo alguém. É um amor mais abrangente, mais generalizado, mais generoso. A Amizade.
Mas isso é uma outra história que fica para uma outra vez.
Por diversas razões, quis fazer esta comparação entre Amor e Paixão.
Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 06/06/2005
Código do texto: T22633
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 77 anos
19846 textos (1961765 leituras)
3 áudios (855 audições)
6 e-livros (2134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:41)
Marcial Salaverry