Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
          Às voltas com os astros

    A Astrologia vem, cada vez mais, me encantando; e tomando boa parte do meu tempo. E logo eu, que sempre zombou dos astrólogos. Achando-os chatos; profetas de meia-tigela; mistificadores. Enganei-me. Eles têm seu valor; seus méritos.

      De uma hora para outra, passei a ler horóscopos! Inclusive os publicados nos jornais que, segundo as más línguas, carecem de credibilidade.
     Tornei-me um admirador do profeta Michel de Notre-Dame, o nosso Nostradamus. 
     Tenho, também, me esforçado para conhecer tudo o que se diz e o que se escreve sobre os doze signos do zodíaco.

      Às vezes, chego a imaginar que este meu súbito interesse pela Astrologia resulta da minha convivência com amigos que são cobras em horóscopos.  Eles sabem e proclamam, sem titubear, que fulana é assim porque é de Gêmeos; que sicrana é assim porque é de Sagitário; e que beltrano é daquele jeito porque é taurino.
      Chegam ao extremo de só saírem pro trabalho depois de consultar seus mapas astrológicos.  Creem, piamente, que os astros são mesmo responsáveis por tudo o que de bom e o que de ruim lhes pode acontecer na vida. 
      Como não acreditava em horóscopos, nada, ou quase nada, sabia sobre meu signo. Ouvia de um e de outro que eu era um pisciano típico. - "Você é assim; você é assado porque você é de Peixes."  Escutava-os, com indisfarçável tibieza.
      Eu tinha razões de sobra para lhes não dar crédito.  Fazia demoradas autocríticas, e, em apenas uma coisa, me identificava com os peixes, ou seja, morria pela boca: comia o que não podia e falava o que não devia.
        Parece mentira, mas, agora, antes de sair de casa, dou uma discreta espiada no meu horóscopo.  Ele, muito generoso, sempre me diz que o meu dia será maravilhoso.  Até esta data, não o flagrei trapaceando. 
      Por último quero deixar bem claro, que não foi porque enxotaram Plutão do Sistema Solar que decidi, com tanto entusiasmo, envolver-me com os planetas, cometas, estrelas e demais astros que povoam o misterioso espaço sideral.  
      Li o que, até agora, foi publicado sobre a expulsão desse planeta. Mas ainda não me convenci se devo riscá-lo, definitivamente, do mapa celestial que recebi da minha primeira professora de Geografia. Acharam logo de bulir com o frágil Plutão, um planeta tão distante, silencioso, inofensivo... 
      Os amigos do signo de Escorpião devem estar p. da vida. Com a expulsão de Plutão do Sistema, eles acordaram sem o seu planeta regente.
   Mais perto do Sol, um determinado planeta está a merecer rigorosos castigos, e, a rigor, pouco tem sido molestado. Gratifico a quem disser que planeta é esse.

      Espero que não mexam com Netuno. Se tentarem tirar-lhe o status, sairei em sua defesa usando as armas de um pisciano típico.  Ele é o planeta regente da galera de Peixes. 

     
   

  
Felipe Jucá
Enviado por Felipe Jucá em 30/08/2006
Reeditado em 18/04/2014
Código do texto: T228915
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Felipe Jucá
Salvador - Bahia - Brasil
636 textos (171039 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 15:43)
Felipe Jucá

Site do Escritor