Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dona cegonha, por favor!

A cegonha!

Dona cegonha, bom dia.Sou um observador terrestre.Admiro a cada dia tudo que aqui existe.

Fontes. Rios. Mares.Flores. Florestas e as invenções...
O homem mistura e transforma com "sabedoria" as matérias que temos por aqui.
Madeira. Terra. Água e Ar.Misturas que se transformam em abrigos, transportes.Luz. Aquecimento e alimento.

Tudo é maravilhoso e reluz com a força do sol.

Mas, gostaria de observar; já que neste momento exerço essa função;

O próximo anjo deve ser entregue com lógica e sabedoria;

É preciso considerar que cada milímetro do planeta tem um proprietário.
E o espaço de cada um é heterogêneo.Poucos com muito e muitos com pouco. Há quem vive em um metro quadrado.Tem quem mora em cem metros quadrados.E até quem mora a céu aberto.

Portanto; como sugestão e sabendo que anjos, quer dizer criânças, precisão de proteção, carinho e conforto.

Sem falar que a alimentação é indispensável até que suas asas lhe permitam alçar vou sozinhos!
Imagino que a senhora tenha filhos e saiba disso...

Assim, com todo respeito a hierarquia divina e sua tradicional sabedoria.
Pense bem onde vai pousar com a próxima encomenda.

Caso não utilize á lógica, poderá fazer um anjo ter uma infância infeliz.

E, consequentemente será um anjo mal humorado, ou, no mínimo rancoroso.
Desde já quero que não se irrite com minha sugestão.

Quero que saiba que a respeito muito e longe de mim querer me meter num assunto tão delicado.

A senhora sabe que a terra é um paraíso, para ser vivido com fartura e alegria...

Sua benção, velha senhora.

jaeder wiler
Enviado por jaeder wiler em 31/08/2006
Código do texto: T229686
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jaeder wiler
Mantena - Minas Gerais - Brasil
359 textos (17381 leituras)
9 e-livros (8150 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 12:58)
jaeder wiler