Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FOTOGRAFADO

Sua cara esta no " Caras" , e em um jornal  da cidade . Em  uma daquelas  campanhas de " o jornal procura por você.
Mas como é possivel?  Logo com ele  que sempre fugiu  quando via alguem com uma máquina  fotográfica. Não era  por medo , timidez ou  vergonha . Só não  gostava  daquelas posições  pseudo  descontraídas  que todo mundo faz  ao ser fotografado.
Não é verdade ?  Reparem bem ; basta  alguém aparecer  com uma máquina  fotográfica  e olha lá  os basbaques  aparecendo  na posição tipo "  não tenho nada com isso". " Eu não queria, mas..."  " Tá bom, como é pra você."
Sei lá o motivo - um pouco  da possibilidade da eternidade . o espirito jocoso  dos colegas , ou só mesmo para guardar um instante . Mas desde que foi inventada  a máquina  fotográfica, deve ser  o instrumento  que mais  atrái  o homem  ( logo após o caça- níqueis, a máquina de  Loteria,  o bingo , o caixa eletrônico  e se tiver em algum lugar a máquina de camisinhas).
Mas tem sempre alguem, algum espírito de porco , que mesmo na festa de formatura,  no encontro dos amigos em um bar  e até na foto de família , vem com aquela brincadeira  dos chifrinhos  .Alguns  fazem  de tal forma que  o coitado pareça um diabo ou um cornudo.
Fora isso , temos que confessar  que há uma espécie de prazer nostálgico  quando olhamos uma foto antiga. Mas tomem cuidade , não  fiquem mostrando muito por aí , logo vai aparecer um amigo ou amiga  dizendo como você não tinha rugas , ou ainda não tinha começado a  construir aquela barriguinha de bebedor de cerveja.
Não  quero e nem vou cair naquele pieguismo barato  sobre as fotos; mas o que não posso deixar de comentar  é que esta nostalgia nos dixa um gosto de que aquela pessoa  retratada  e que  pode já não estar entre nos, ainda pode estar lá em cima  velando por nos. E como diz um ditado egípcio ( que se for mentira que me  desculpem os egípcios)  "Falar dos mortos  é torna-los vivos novamente. "
E por falar naquele homem que descobriu sua cara no "Caras";  bem  isto é uma outra história que um dia eu conto.      
grotius
Enviado por grotius em 31/08/2006
Código do texto: T229912

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
grotius
Santo André - São Paulo - Brasil, 61 anos
444 textos (16466 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:08)