Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estava limpando a comoda ali no meu quarto e pensando,só quero daqui para a frente coisas que nao quebram, mas acho que não vai adiantar,sei que se não quebrarem, jogarei fora assim mesmo.
Desde criança faço isso. As vezes acabava de escovar os dentes, chegava na janela, e quebrava a escova todinha.
Um dia acabei de almoçar, lá na roça, cheguei na janela, joguei o prato, estava passando um cachorro caiu em cima do coitado, que saiu gritando.
Está chovendo, gosto e nao gosto, acho bom porque me isola mais de todo o resto do mundo.
Mundo de idiotas, porque para mim, todos são, sem excessão.
Meus filhos e meus irmãos, teem um lugarsinho no meu coração, mas mesmo assim minhas irmãs as vezes me irritam muito, para que vou mentir?
Gosto mais dos meus cunhados, kadu e Milton, os outros nem tanto.
Estou pensando aqui no Téo, la no hospital.Como estará?
Sofrendo muito eu sei.
Dou graças a Deus de estar com 60 anos e ainda do lado de cá, acho que vai ser assim sempre, bom penso, mas já não faltou vontade dos meus filhos de me colocarem lá.
Mas acho que nunca irão conseguir,dentro da minha cabeça eu sei, sou muito lúcida.
martamaria
Enviado por martamaria em 02/09/2006
Reeditado em 18/10/2006
Código do texto: T231255
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
martamaria
São Paulo - São Paulo - Brasil, 71 anos
1155 textos (58791 leituras)
1 áudios (586 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:10)
martamaria