Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SIM, É DE HOJE, SENHOR

     Poucas semanas atrás comentamos aqui um fato que todos cometemos e não prestamos atenção: é chegar nos bares e similares e perguntarmos se o que ali está exposto é ou não do dia.
     Alguns comentaram comigo que parece simples, mas não é. Trata-se, também, das condições gerais do estabelecimento: se este é ou não confiável.
     Outros falaram que seria fácil somente identificar pela cor do alimento ali exposto.
     (Favor não confundir ‘ovos’ com ‘quibe’ – é brincadeirinha.)
     Uma colega de profissão foi mais radical: é só você pedir para experimentar e depois, se o alimento ali exposto não estiver em condições, devolva-o e não pague.
     Você já imaginou se todos fizessem assim?
     Seria uma verdadeira maneira de se alimentar e não ter que pagar. Como?
     - “Senhora, sua coxinha não está boa. Portanto, não vou pagar.”
     - “Como? Nunca meu esp... brincadeirinha; nunca ninguém reclamou.”
     - “Ãh?”
     - “Meu senhor, nunca um cliente meu reclamou das minhas coxinhas.”
     - “Então, desculpe-me pela sinceridade.”
     - “Tudo bem, mas o que acho é que o senhor não tem com que pagar.”
     - “Tenho sim, senhora, mas...”
     - “Mas o quê?”
     - “Nada, minha senhora, aqui está o seu dinheiro.”
     E sai saboreando descaradamente o restante da coxinha.
     - “Mais essa agora! Experimentar a deliciosa coxinha que sempre fiz e não pagar, ora esta!”
     Então, meu caro leitor, se você sabe de uma boa saída é só entrar em contato comigo.

19 de Dezembro de 2002.
Prof Pece
Enviado por Prof Pece em 05/09/2006
Código do texto: T232928
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Prof Pece
Araçatuba - São Paulo - Brasil, 46 anos
243 textos (25955 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:25)
Prof Pece