Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saudades da Felicidade

Quando eu era criança, podia me sujar de lama, derramar refrigerante na minha roupa, comer chocolate me melando toda, podia gargalhar, ter dor de barriga, chorar com medo, pedir colo... e tantas outras coisas. Hoje cresci.
       E a gente quando cresce, se enche de tantas responsabilidades, que as vezes acabamos querendo ser crianças novamente.
      Hoje o simples fato de adorar brincar na lama, tomar banho de chuva, fazer castelo de areia, andar de bicicleta, conversar bobagens, já não me é possível, a gente começa a se preocupar com o que os outros vão pensar e esquecer do que a gente vai aproveitar.
      Vivemos num estresse constante, preocupados com emagrecer, comer coisas saudáveis, sermos sociáveis, tememos a violência... acho que aos poucos vamos perdendo os momentos em que éramos livres.
      Hoje, agora eu queria tanto deitar no colo de alguém e pedir cafuné, queria tanto fazer castelos de areia na praia, dar gargalhadas com desenhos animados, e não posso.
      Quero ser feliz, corro tanto atrás da tal "felicidade", enquanto a tive entre as mãos e não sabia que era ela.
      Não sabia que ser feliz era tão simples, que hoje torna-se complicado.
      Não sabia que a felicidade estava nas pequenas coisas que eu fazia, e hoje quero tanto e não posso fazê-las.
      Falta tempo.
      Hoje continuo sendo uma criança que não tem mais tempo nem de ser eu.
Priscilia Nascimento
Enviado por Priscilia Nascimento em 09/06/2005
Código do texto: T23377
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscilia Nascimento
Recife - Pernambuco - Brasil, 35 anos
222 textos (24433 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:09)
Priscilia Nascimento