Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

          A frase célebre de Rui Barbosa nos tempos de hoje

    Tenho visto muitos políticos sérios, honestos fazendo depoimentos completamente tristes, desapontados. Políticos, que fizeram de sua vida publica grandes movimentos rumo a democracia completamente frustrados. Políticos de cabelos brancos que já viveram grandes lutas históricas sem saber o que dizer diante o quadro que estamos vivendo. Alguns até dizendo que estão saindo da vida pública com total desalento e com um sentimento de ter lutado em vão.

    Presenciei depoimentos na tribuna do senado de senadores que certamente nos desencanta. A frustração não é tanto com os políticos corruptos, pois, eles não são dignos de frustração, pois, não estão lá pelos seus méritos pessoais, mas porque foram elevados pelos votos que tiveram. Porem a frustração maior é com os eleitores, com os cidadãos que os colocaram-os no poder e ainda os mantém.

    Muitos dos políticos referiam suas decepções citando a celebre frase de Rui Barbosa “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agiganta-se o poder nas mãos dos maus, o homem chega a desanima-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto”. Pelo jeito a história sempre se repete, vivemos um constante ciclo da vida. Por mais que evoluímos retornamos ao mesmo tempo na história, ou talvez, nem saímos do lugar.

    Infelizmente, estamos aproximando deste triste momento, depois de tudo, a roubalheira explicitamente manifestada pelos meios de comunicação as pesquisas triunfando toda esta conduta, não resta nada, a não ser a decepção daqueles que ainda acreditam ou acreditava que a ética seria fundamental para aqueles que desejam participar da vida pública.

    Existe uma frase sempre dita “se salvar alguém já valeu a pena”. Se nosso discurso serve para abrir a mente pelo mesmo de uma pessoa valeu. Então, isto pode ser o consolo daqueles que ainda acreditam que a honestidade é valor primordial do homem.

    Mesmo que Lula obtenha a vitória no primeiro turno como as pesquisas apontam, isto não representa a totalidade dos brasileiros. Quem votará em outros candidatos certamente não concordem com o que está acontecendo.

    Embora, sabemos que muitos votarão em outros candidatos por serem simpatizantes, porem acredito que a maioria da sociedade comum escolherá outros candidatos porque não aceitam, não concordam com a corrupção, a desonra, a nulidade. Enfim, não concordam com o que estão vendo.

    Porem, a vitória dos políticos desonestos é um balde de água fria numa parcela da sociedade que sonham com um pais melhor, que acredita na ética, na honestidade como fator primordial do homem que entra na vida pública.

    Não tenho duvida que a vitória dos políticos corruptos nas duas esferas Executivo e Legislativo é o estimulo aos votos nulos, é à saída do cenário de políticos sérios e honestos da vida publica; é a falta de novos perfis de cidadãos honestos na política, porque infelizmente ser honesto não basta para se eleger, ou melhor, passa a ser obstáculo e pedra de tropeço.

Estamos iniciando um novo Brasil, não sei se estamos voltando na história ou se o que está ocorrendo é um processo de evolução da sociedade e ela caminha para esta nova realidade política do mundo. O que se desenha para nosso país, não é exclusividade dele, mas sim, de algumas nações inclusive de nossos vizinhos. Porém, algo que deve ficar claro é que, é a sociedade “presente” responsável pelo futuro não tão distante.
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 06/09/2006
Reeditado em 06/09/2006
Código do texto: T234032
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5266 textos (1218916 leituras)
5 e-livros (11751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:45)
Ataíde Lemos

Site do Escritor