Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha irmã como diretora da escola do presidio,
quero falar-lhe do quanto estou admirando seu trabalho e do quanto, esta sendo bonito.
E sei que esta dando motivos para inveja e perseguiçao
vejo que esta no seu limite, mas queria tanto dar-lhe força e dizer nao desista.
Que me desculpem os tricordianos ,mas por favor, evoluam, deichem os preconceitos, as tradiçoes que só ainda existem nas suas cabeças, aprendam a falar, a sorrir, a olhar a gente de frente, a falar besteira, sei lá viver bem.
Pra que esse bloqueio?
Ou orgulho? Que é ainda pior.Ela me falou ontem que os que menos a incomodam lá dentro são os presos.
Muito lindo, eles tem humildade de falar: me desculpe diretora, usei tantas drogas que esqueci tudo, que aprendi.
Ela tem me falado, de novas leis do ensino, por exemplo, existe uma prova que se alcansarem 60% do valor da mesma   serão  aprovados .
Pena quanto as drogas, se eles e todos os demais soubessem que existe uma droga dentro da gente muito mais poderosa, que é a endorfina, a usariam, porque essa e de dentro para fora e nao de fora para dentro.
E que só, nos trazem beneficios.
E só saber usa-la.
martamaria
Enviado por martamaria em 09/09/2006
Reeditado em 20/01/2008
Código do texto: T236291
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
martamaria
São Paulo - São Paulo - Brasil, 71 anos
1155 textos (58790 leituras)
1 áudios (586 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 19:57)
martamaria