Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

11 de Setembro

Nunca sabemos o que vai acontecer daqui a pouco, amanhã é

um mistério inexpugnável, prenhe de suspense. E era assim

que o 10 de setembro de 2001 olhava para o dia seguinte,

carregado de anseios, ou despido de desejos, ignorando

tudo o que não fosse agora.

Até que o cinema resolveu dispensar estúdios, efeitos

especiais, tela branca, sala escura. E no meio da manhã o

século 21 nascia das chamas, da queda em slow motion de

toneladas de concreto e aço e carne e ossos e papel e

pixels e zeros e uns, ao vivo para todo o planeta.

O mundo não seria mais o mesmo, tem piorado desde então.

Basta ver as catástrofes, não as naturais, mas as que

naturalmente os homens inventam para destruir a si mesmos.

Já vão cinco anos desde que essa desumanidade aconteceu.

As coisas não vão melhorar em breve, não sob a mão do

homem, ou do mal. Para onde vamos depende de cada um de

nós. Somos todos torres alvejadas constantemente, nos

compete resistir e procurar a maneira certa de nos

mantermos em pé e para sempre.
aluísio de paula
Enviado por aluísio de paula em 10/09/2006
Código do texto: T236827

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar autor e link para o original. Link para www.recantodasletras.com.br/autores/olhodalua). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
aluísio de paula
Curitiba - Paraná - Brasil, 43 anos
700 textos (50955 leituras)
8 áudios (1116 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:34)
aluísio de paula