Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Discursando com o futuro

Discursando com o futuro.

Ontem viajei por inúmeras rotas. Desconhecidas. Cheias de altos e baixos. Nelas conheci emoções boas e outras não. Vi tristezas, alegrias. Aprendi com velhos e jovens. Ricos e pobres e miseráveis. Todos, em particular, são professores. Sempre se tem alguma coisa para ensinar. Havia filósofos dos mais distantes cantos deste planeta – Fundamentalistas – Fanáticos – Cientistas - Esotéricos. Comunidades espirituais com conceitos impares. Infinitas formas de elevarem-se ao criador.
Religiões que nunca imaginei que existissem. Aprendi! Tive desavenças. Fui ingênuo. Quem sabe, até covarde. Lutei para assimilar o que tinha de bons naqueles arautos diferenciados. Às vezes considerados loucos. Luxo e prazer.
Sodoma e Gomorra. Paraísos e infernos. Diabos em forma de anjos. Anjos em forma de diabo. O importante era a verdade. Ostracismo, nunca!
 Labuta, sim. A melhor terapia. Namorei sonhos e realidades, inteligentes e belas. Construí estórias e histórias. Feliz e infeliz. Ainda percorro a estrada. Ainda busco o conhecimento. Só que agora sofro menos. Adquiri defesas.
Consegui uma trégua entre corpo e espírito - antes indomável. E, hoje, posso com serenidade conversar com o futuro.

E como no momento tenho a palavra. Que eu consiga não ser muito chato na minha humilde tese, defendida em monologo..

 Gostaria de dizer ao amanhã. Seu passado foi importante.
Tudo que lhe aconteceu de ruim ou de bom resultou numa soma. Ele, o amanhã,  é o fruto de antigas sementes. Elas, de geração em geração, foram depurando seus pontos fracos. Tornando-se mais produtivas. Selecionadas naturalmente pela bio-diversidade. Cada espécie teve sua participação. Direta ou indiretamente contribuíram para esta evolução...
Portanto o amanhã tem por obrigação e por direito, ser e contribuir com o melhor. Viver bem. Mais feliz. Nas coisas mais básicas; alimentar-se bem, ter um abrigo adequado, ter sua saúde garantida, ter a busca pelo conhecimento juramentada, ter direito a filhos sadios, ter direito à escolha, sem restrições;

 “ Casa, comida, trabalho, saúde e lazer". E, principalmente, o direito à pesquisa. Exercício da lógica, do bom senso, da ética e da inteligência.
Suas obrigações devem ser embasadas por uma estrutura. E ela já existe. O ontem trabalhou muito. Deixou legado. Ele não mente. Tudo que ele possui, pode ser visto.

Os filhos do amanhã possuem um campo de preparo mais embasado. Muito mais informados; podem se preparar melhor e com maior rapidez. Podem usufruir os bancos de dados. Inesgotável fonte do saber. No mínimo armazenam processos que demonstram o que não se deve fazer. Meio caminho andado para o acerto. Facilita a procura. Acelera a finalização de projetos.
Sou apaixonado por hoje e muito mais pelo amanhã. Ele tem tudo para alcançar todos seus objetivos. Ele permanecerá por mais tempo neste planeta.  Pena que não estarei aqui para vê-lo. O ontem fez a sua parte. Deixou uma herança de valor inestimável. Preparou quase que toda a matéria do universo. Desvendou a estrutura molecular, a cadeia alimentar, catalogou a fauna e flora, através da arqueologia e da paleontologia descobriu antigos amanhãs, decodificou o mapa genético, as leis da química e da física. Criou instrumentos para prever as catástrofes naturais: vulcões, tufões, tempestades, maremotos. Venceu o deserto e as geleiras. Navegou por todos os mares. Mapeou a geografia natural. Canalizou. Desviaram cursos de rios, riachos. Diminuiu a distância com a engenharia das pontes e das estradas. Venceu a velocidade do som. Máquinas que superam as aves mais velozes. Foi-se o tempo do pombo-correio e dos velozes falcões. Dominou o medo. Criou o mundo maravilhoso da comunicação. Som, luz e imagem. Formou uma legião de especialistas. Anjos anônimos. São médicos, eletricistas, pedreiros, torneiros, engenheiros, cientistas, inventores, arquitetos, advogados, nutricionistas, fonoaudiólogos, psicólogos, psiquiatras. Profissionais da vida. Profissionais do dia a dia. Sempre dispostos a colocar em prática o saber.

Vivem em alerta. O amanhã poderá singrar a terra, o mar e o ar. O ontem rompeu a gravidade. O amanhã deverá controlá-la e desenvolver a nave inter-universos. Alcançará novas galáxias e planetas. Poderá sofisticar a qualidade de vida em todas as suas esferas.
Sim, acredito no amanhã.
Ele vencerá. Tive meu amanhã. Acredito ter aproveitado ao máximo. Fiz parte do ontem e do hoje. Meu filho, minha semente, me representará nesta infinita jornada para construir o futuro, que lhe dará como eu tive, um amanhã cheio de esperança e paz.
 Nenhum obstáculo poderá deter sua caminhada para o futuro. Um futuro bem melhor o aguarda. Só depende do seu respeito pelo ontem. Vencerá, inclusive, a ciência mais atrasada. Aquela que ainda vive com seu cordão umbilical antes do ontem. Estagnada.
 Presa e amordaçada! Apesar de muitos esforços. Ah! Ciência política. Que abrange a geopolítica e as leis da economia de mercado. Produzir e somar. Dividir nunca. Que erro grosseiro e fatal que persiste e insiste.
 Ela ainda não aproveita o ontem para flutuar e voar como os heróis que multiplicaram o alimento e tiraram leite de pedra para alimentar as crianças.

www.jaederwiler.webpagina.com.br
jaeder wiler
Enviado por jaeder wiler em 10/09/2006
Código do texto: T237120
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jaeder wiler
Mantena - Minas Gerais - Brasil
359 textos (17378 leituras)
9 e-livros (8150 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:35)
jaeder wiler