Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não falo de amor

Sinto que posso te tocar por muitas vezes apenas com uma só palavra, sinto que posso ser sua mesmo não estando ao seu lado e quando te encontro tudo desaparece como por encanto, tudo some diante dos meus olhos e apenas me resta a tristeza destes dias que carrego sem sua presença .
Penso ou melhor contesto: - Por que a vida tem que ser desta forma, por que as respostas que procuro nunca vêm de uma única pergunta e sim de uma caminhada que me faz transformar em um ser que em exatidão não consigo explicar o que é.
Este ser é um alguém com barreiras que tem defeitos um alguém que muitas vezes parece não ter sensibilidade, este ser você pode encontrar assim ...  Nua em pelo com medo de tudo fazendo apelos para que não vá ou simplesmente dizendo vá agora que já esta tarde demais.
Sou um alguém que por muitas vezes terá medo, as cores mudam o dia varia do começo para o final e para mim a mudança decorre sem fim.
Com você tudo se explica, tudo se torna real e tudo que faço para estar ao seu lado é simplesmente para entender a continuação do meu ser porque vejo o meu ponto de partida em você em cada pedacinho da sua existência.
Não falarei de amor por que já não é mais necessário, me sinta e farei com que saiba que o seu ponto de chegada é aqui e assim você se tornara apenas o contraponto de minha alma.
 
Mary Borges
Enviado por Mary Borges em 11/09/2006
Código do texto: T237477
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mary Borges
São Paulo - São Paulo - Brasil, 30 anos
41 textos (3376 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:50)
Mary Borges