Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

               Este mais um momento das ONGs colaborarem para o Brasil 

     Sou representante do terceiro setor – uma entidade não governamental que atua na área social – e sempre defendo as Ongs, por entender como seus são trabalhos relevantes. Muitas Ongs são heróicas, atuando sem o respeito e o respaldo do poder público, pelo contrario, são humilhadas pelas fiscalizações e pela falta de recursos financeiros que não lhe são repassados de direito. 

     Sempre quando a vejo ser questionada (Ongs), fico indignado com os que atacam as entidades civis, por me sentir de certa forma atingido pelas referencias atribuídas a elas. Porém, diante a escândalos que começam a surgir temos que sair de nossa posição e iniciar uma profunda reflexão. 

     É muito sério as denuncias  de que Ongs são usadas para lavagem de dinheiro e vejo a necessidade de que realmente seja passado um pente fino nas entidades como se propõe o senador Heráclito Fortes através de uma CPI. Até mesmo para tirar da opinião publicas que as organizações não governamentais são todas iguais e sejam colocadas na mesma vala pela sociedade. 

     Hoje é sabido que muitos recursos financeiros ocorrem através das entidades. Os políticos têm usado as entidades para lavagem de dinheiro, para promoção pessoal, para fazerem currais eleitorais. Em cada tempo se descobre mais formulas de agirem legalmente com fins e objetivos imorais e ilícitos. 

     Segundo depoimento de um senador, muitas vezes instituições mistas gerenciadas pelo estado, usa de ongs com recursos para burlar a lei de licitações por exemplo. Já que entidades não precisam cumprir preceitos legislativos de que o poder público é obrigado a cumprir. 

     Infelizmente existem hoje muitas entidades que não "tem escritório"; que a sociedade não sabe quais são seus objetivos; que são constituídas por laranjas visando o beneficiamento de políticos. 

     É fundamental neste momento que nós representantes, diretores de ongs possamos mobilizar para dar nossa contribuição a esta CPI. Inclusive colaborando em informações sobre ongs suspeitas e também abraçar esta iniciativa para que vários senadores possam assinar a lista e exigindo a constituição e funcionamento desta CPI. 

     É inadmissível que a sociedade civil se une em torno de um ideal, projeto social, dando sua parcela de contribuição sem receber apoio, verbas para realizar suas atribuições, enquanto determinadas ongs se apoderam do poder público para lavagem de dinheiro, corrupção ou outra qualquer atividade que seja lesar ou ser beneficiado indiretamente pelas Ongs. . 

     Esta CPI é uma oportunidade para as entidades não governamentais deêm sua contribuição na apuração e construir um país melhor. 

     Infelizmente, sabemos que através do voto certos avanços democráticos são morosos e irrealizáveis, no entanto, sabemos que a mobilização da Ongs – que é a sociedade civil representada através das entidades – pode dar avanços significativos para uma maior qualidade e assistência a sociedade por meios das instituições civis.
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 21/09/2006
Reeditado em 21/09/2006
Código do texto: T245924
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5266 textos (1219167 leituras)
5 e-livros (11756 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:16)
Ataíde Lemos

Site do Escritor