Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
CONHECIMENTO E BUNDALIZAÇÃO 

     Eis o homem diante de si próprio. Lavando, passando, cozinhando, até pensando... Tirando Radiografias, ressonâncias magnéticas, expondo belíssimas razões para a mudança de tudo e de todos. Por fim, conhecemos! Tanto queríamos que nem acreditávamos, mas agora conhecemos! Eis o homem. Com seu passado sempre glorioso e seu futuro sempre medíocre... Cheio de aventuras, orgasmos, aulas matadas, dignidades morridas, prestações vencidas, nome no SPC... Repleto de classificações: este é bom; aquele é mau; esse é gente boa; esse é maluco; aquela é muito gostosa; ele tem o rosto lindo; olha só que bunda!!! Eis o homem! Eis a bunda! 
     Ah! a bunda! 
     Desculpem-me, ela merece letra maiúscula, que nem Deus: Ah a Bunda! Ah! o conhecimento... Depois de tudo pelo que passou o homem, ele finalmente conhece. Conhece o mundo inteiro. Conhece o mundo e meio. Conhece meio mundo. Conhece Deus e o mundo. Conhece mundos e fundos. Homem: o único animal capaz de raciocinar; o único que sabe que vai morrer. Homem: o único animal que sofre voluntariamente; o único que faz sexo em posição diferente daquela em que anda: faz sexo deitado!!!! 
     O único que se prostra; o homem finalmente conhece. Calcula. Elabora. Controla ejaculação precoce sem saber porque considera precoce (como se houvesse tempo determinado para gozar!). O homem não tem controle sobre o orgasmo, mas tem controle sobre a Bunda. Ah! a Bunda! Aquela é pêra. Aquela é maçã. Aquela é empinadinha, meu Deus! Aquela serve! Aquela, não!
- Olha só, Tião, que bundinha linda!!! 
     Homem: único animal que dá leite de vaca para o filho, com exceção da própria vaca! O homem tem complexo de boi! Para isso inventou a monogamia! Para isso inventou a monotonia! Para isso inventou a megalomania! Ele gosta, ele quer tudo isso! Para isso existe a Psicologia, a Filosofia, a Biologia, a putaria e o adultério.
Único capaz de conhecer, de raciocinar, único que possui linguagem, coragem, vagabundagem e conhecimento! Ah! o conhecimento. O homem se conhece. João sabe que é João. Leo sabe que é Leo. O homem conhece Deus. 
     Ah! Deus! 
     Homem: único animal divino! Único teológico, lógico! Graças a Deus! Já pensou se outros seres fizessem o que faz o homem? Imaginem só o cheirinho do Deus dos gambás!!!! 
     Homem: único animal que tem sentimento eletrônico. Que se ama por email! Que troca sentimentos a custa da Light e da Telemar.
Homem: único animal que deixa o filho passar fome e ainda ri. 
     Ah o riso! 
     Homem: único animal que ri com a boca. O peixe morre pela boca, mas também vive por ela; o homem morre pela boca e vive pela Bunda.
Ah! a Bunda! Sonho de consumo! Que todo mundo possui! Nunca vi ninguém sem Bunda. Bunda é que nem desculpa: todo mundo tem uma. Desculpa é que nem opinião: todo mundo tem uma. 
     Ah! o conhecimento! Razão da evolução, do progresso, da civilização, dos direitos humanos, da paz...  Tudo graças ao conhecimento. Felizes somos nós que  freqüentamos universidades, que temos namoradas, esposas, CR, carro. E quando não temos carro, felizes somos nós que teremos um. Nós somos os progressistas. Passamos em concursos públicos. Entramos na esfera pública e continuamos na privada. Discutimos no mais esmerado Português. Somos críticos. Enfim, conhecemo-nos. Todos temos uma história, uma vida. Só não temos esperança. Nunca tivemos. Somos filhos do desespero, da inconstância, da reclamação... E tudo o que fazemos é fruto do conhecimento.
Eis o mundo!
Eis o homem!
O homem apresentou o homem ao homem! E agora o homem passará a noite com o homem. Uma noite sem alvorada! Uma noite sem manhã. Sem sol. O sol apagou, Léo! O Sol apagou, André! A fonte de vida da Terra tornou-se inimiga da Terra. O sol está muito forte. Adoece! Não precisamos mais de calorias; precisamos de protetor solar. De protetor do lar. De protetor do mar. De protetor do ar. De protetor do bar. Tudo faz mal !
Ah ! o mal!
A eterna condenação.
Iguaçu
Enviado por Iguaçu em 22/09/2006
Reeditado em 22/11/2006
Código do texto: T246690

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Iguaçu
Nova Iguaçu - Rio de Janeiro - Brasil
118 textos (9999 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:07)