Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Despedida

Fechada a tampa, tudo que se ouviu foi o estalido seco e dolorido:  estava lacrada. Definitivamente lacrada!

O céu escureceu mais ainda, ficou mais denso, pesado e então uma a uma as gotas de chuva começaram a cair. Deslizavam docemente, copiosas, generosas, envolvendo tudo.

A tristeza, que já era enorme, pareceu maior ainda. Infinita, como o céu de chumbo.

O vento, irriquieto, alheio ao pesar imenso, fazia festa no topo das árvores alvoroçando as folhas que, descuidadas, atiravam-se indolentes sobre a tampa cerrada.

A chuva fina, caindo sem-cerimônia, dava à tampa um brilho exagerado de alegoria que as folhas apressavam-se em completar.

Ao redor, a dor era tão concreta que mal permitia respirar. Ninguém falava nada.

Nos rostos atordoados as lágrimas misturavam-se às gotas de chuva.


vera abi saber
Enviado por vera abi saber em 26/01/2005
Reeditado em 30/08/2005
Código do texto: T2495
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
vera abi saber
São Paulo - São Paulo - Brasil, 65 anos
118 textos (18148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/16 12:21)
vera abi saber