Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Profissão:Poeta

Clevane Pessoa de Araújo Lopes(setembro,2006,26


A profissão de poeta não existe para as Leis Brasileiras.Mas os poetas resistem, subsistem, insistem em ser os emissários da Poesia.A abrangente Poiesis grega, era a a poética social, por excelência,na ágora, no agora.

Os que escrevem Poesia, perversamente colocados na categoria de aluados, alienados,boêmios-e por que não loucos(talvez enlouquecidos pelas pressões, alcoolescidos pelas necessidades de preencher espaços,de estar com , para ser),cuja lucidez o passar inexorável do tempo costuma revelar, sãopessoas capazes de captar tudo quetranscende, enquanto registra tudo que existe.

Nesse fazer poético, muitos se vêem em dilemas:como levar o pão para casa,ser provedor da família ou de si mesmo, se não há um salário?Se o editor que entrega dinheiro para o autor escrever tranqüilo, no Brasil, acontece ,em geral, somente para uns poucos ases reconhecidos ?Ou sabemos deles vendo filmes de outros países?

Também quero, conforme todos os outros -poetas, um adiantamento, para adiantar meus livros...

Desconhecidos, mas reais,invisíveis trabalhadores da palavra.Recriadores do verbo.Os que falam o linguajar diáfano dos anjos.Os que gritam com o berro primal dos que guerreiam.Poetas.

Leila Miccolis, a incanavel militante cultural(*),organizou uma listagem histórica:"Poetas, Quantos somos?"Gosto de estar lá, de encontrar ali, um registro de meu fazer poético.Somos muitos registrados, mas quantos não estarão?
E quem é mesmo poeta?O apaixonado que fale bonito para impressionar a amada,ou dar vazão ao volume de águas da paixão nopeito?Talvez.Ser poeta não é nada passageiro, porém , saibam vocês.

Ser poeta é ter vindo ao mundo com im/perceptíveis sinais de nascença.É um permanente estado de ser, estar, fazer.Os poetas se sabem.Farejam-se e se encontram.Somos uma casta, depurada e corajosa.Queiram so fazedores de leis ou não.

No último sábado(23/09/06), estávamos, poetas e artistas no Espaço Cultural Casa do Fernando, aqui em Belo Horizonte(**),quando eu falava dessa situação atual do faz/e/dor de Poesia , quando o José Ênio, do UNIAC(***) e poeta que, na noite, há zilhões de anos, distribuia seus versos em livros tipo "edição do autor",artesanais ou não,levantou-se e deu-nos um belíssimo depoimento,fato conhecido por uns poucos, sobre a profissão de poeta."Clevane, há um precedente",nos diz.:

Morre Paulo Leão, poeta da noite belorizontina, pobre e muito estimado.
Os funcionários do hospital querem colocar "indigente" no atestado de óbito.
Protestam os amigos, conta o Zé Ênio,comovido.E explicam que aquele era um poeta, trabalhador;fazia seus próprios livros e os vendia na noite da capital mineira,conhecido.Não, indigente.Confabula-se.Querem agora, colocar "artesão".Artesão não, poeta, protestam os amigos.

Dizem-lhes que terão de esperar o doutor fulano ou sicrano para modificar o atestado."Esperaremos", decidem os poetas:o amigo, já morreu mesmo(claro, poetas não morrem , passam a uma outra dimensão e aí então é que se revelam mais empoderados).Esperaram.

O resultado dessa batalha para que a profissão de poeta fosse reconhecida,é ganha.Pelo menos na certidão de óbito, seu último documento,mas não escrito por suas mãos poéticas, o cidadão Paulo Leão tem como profissão, "Poeta".

Meu filho Alessandro(Allez pessoa, músico da Banda Tancredos) que costuma trazer-me de suas andanças pela madrugada, fanzines, folhetins ,origamis e livros em "edição do autor",com poesias de todas as escolas e g~eneros, já havia me contado essa história.

Mas ouví-la de uma testemunha ocular ,que militou por essa
vitória, tocou-me sobramaneira.
Profissão:poeta...

N:E o poeta não é esquecido:no parque municipal, dia 16/09 último, um desenhista 

colocou no varal, de Poesia a figura inesquecível e barbuda do Paulo...

(*) www.blocosonline.com.br)

(**)Bairro Padre Eustáquio, Rua Castigliani 668, BHMG),casa de Fernando Barbosa,fotógrafo e utor teatral, entre outros talentos.

(***)O III UNIAC/ III Cultura em Movimento aconteceu, num mega evento aberto, no parque Municipal com uma homenagem a Raul Seixas(17/09/06).

clevane pessoa de araújo lopes
Enviado por clevane pessoa de araújo lopes em 26/09/2006
Reeditado em 26/09/2006
Código do texto: T249772

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autor e o link para o site "www.sitedoautor.net(Clevane pessoa de araújo lopes;(www.clevanepessoa.net/blog.php)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
clevane pessoa de araújo lopes
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 69 anos
555 textos (176732 leituras)
21 e-livros (13423 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:02)
clevane pessoa de araújo lopes