Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOBRE OS COMENTÁRIOS CRÍTICOS DEIXADOS PELOS LEITORES ACERCA DE NOSSOS ESCRITOS

     Estava lendo no Fórum, aqui do Recanto das Letras, posicionamentos sobre as críticas literárias ou elogios literários postados, abaixo dos poemas, nas páginas de cada escritor aqui do site. Muitas das reclamações observadas vêm da seguinte questão: o tom agressivo de certos comentários efetuados por leitores de plantão!
     Acredito que a boa Literatura deva ser o objetivo maior de todos nós aqui: o aprimoramento dos conhecimentos técnicos sobre o que é Poesia para a realização de belos textos; a valorização da Língua Portuguesa na sua variante culta; além da consciência de que não é porque somos escritores amadores e que colocamos acima dos conceitos teóricos, os sentimentos vindos d´alma que, não podemos a cada dia mais crescer como artífices de versos e assim sendo mais e mais nos fazermos lidos e queridos por todos.
     Toda poesia do site do Recanto das Letras deve ser entendida como pública, nós colocamos nossos poemas aqui e eles tornam-se públicos e todos os leitores do site são passíveis de encontra-los e lerem nossas composições. Esta liberdade de comentar nossos escritos permite que sejam vistas opiniões de todas as formas: elogiosas ao extremo, amigáveis, construtivas, cautelosas nas palavras, destruidoras, etc. o que é muito interessante para nós, pois temos a possibilidade de ver como são compreendidos, pelos mais diversos tipos de leitores, nossos textos aqui postados. Neste ponto uma consideração se faz importante: não podemos nos rebelar, utilizando as mesmas armas, quando da crítica destruidora e nem nos considerar “o máximo” quando dos elogios recebidos. É preciso discernimento (sensibilidade), penso eu, na forma de reagirmos aos comentários.
     Um comentário construtivo deve ser visto como uma forma de crescimento da nossa escrita e é bem-vindo. Sei que muitas vezes estamos diante de comentários que vêm de pessoas entendidas do assunto poético e da forma cordial com que eles nos alertam para detalhes de nossos poemas nós aprendemos e podemos melhorar na próxima empreitada. Sei também que algumas vezes os comentários são ofensivos ou de caráter pessoal e não há o respeito para com o escritor do mesmo, o que é errado. Vejo ainda, algumas vezes, os comentados não gostarem de uma crítica feita com o intuito de crescimento literário do autor, o que é uma pena.
     Penso eu e a maioria, quando da crítica a alguém, que devemos ter o equilíbrio necessário nas considerações para com os autores daqui, somos na grande maioria escritores amadores e sem a intenção de nos tornarmos profissionais na área das Letras. Porém, não é admissível, mesmo no mais amador dos escritores que tivermos no site, que ele não queira ouvir um comentário cordial, para com um texto seu, na intenção amiga de dizer coisas que possam engrandecer seu texto e assim, tornar a cada dia mais bonita e bem realizada sua escrita, feita, certamente, apesar do amadorismo do autor, com a nobreza dos sentimentos humanos; vindos, com certeza, d´alma e cheios de amor.
     Mesmo que não exista um conhecimento aprofundado de Literatura é válido escrevermos, na simplicidade do vocabulário, nossas emoções, nossos amores ou dissabores desta vida tão atribulada nos dias de hoje. Não tenhamos medo de expressar sentimentos nossos; nós somos capazes de sentir e de expressar as nossas mais diversas aflições, alegrias, sonhos, fantasias, etc. através da fala, dos atos, dos gestos; então por que não através das palavras? Mãos à obra sempre... Autores Recantistas! Jamais acreditemos na “pseudocrítica” que diz ser a poesia coisa de intelectual, feita para poucos e sem o direito de demonstrar o nosso lado sentimental, muitas das vezes, inebriado de amor. Poesia, para mim, é a beleza de expor do fundo d´alma nossos sentimentos mais latentes e necessitados de vida: num contato Íntimo com Deus!
     Coragem, determinação e vontade de crescer literariamente, mesmo que sejamos para sempre escritores amadores é o que posso desejar a todos nós que aqui estamos no Recanto das Letras. Tenhamos a capacidade de compreender as críticas e as sugestões dadas aos nossos textos e saibamos discernir a hora de ignorar os comentários que não são feitos de maneira construtiva e amiga. O convívio de todos daqui, de uma maneira cordial, será sempre uma forma de manter o site com esta aceitação grande e com grande número de autores cadastrados.
      Enfim, parabéns a todos nós que não temos medo de expor nossas palavras emocionais, amantes, revoltadas algumas vezes, nossas Orações, nossas críticas ou constatações sociais e declarações de amor para serem lidas por quem vier até o Recanto das Letras: um site público e com grande quantidade de usuários/leitores diariamente.
(Alexandre Tambelli, São Paulo, 1º de outubro de 2006 - 23:46h).
Alexandre Tambelli
Enviado por Alexandre Tambelli em 01/10/2006
Reeditado em 02/10/2006
Código do texto: T254122
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Tambelli
São Paulo - São Paulo - Brasil, 48 anos
676 textos (116386 leituras)
8 áudios (2991 audições)
1 e-livros (398 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:05)
Alexandre Tambelli