Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOLTANDO DAS CORDILHEIRAS. COM IDÉIAS LIBIDINOSAS

Depois de um tempo hibernando nas Cordilheiras estou de volta, com o corpo e a alma. Por sorte, ambos chegaram juntos e aparentemente, inteiros, embora um tanto escalavrados pelo frio e pelas saudades. Os olhos, desafortunadamente, não posso dizer que chegaram carregados das muitas belezas que poderiam ter visto. Por ser uma daquelas criaturas que ainda levam o trabalho à sério e os prazos, também, conheci do lugar apenas o caminho do trabalho para o hotel e vice-versa. Pra minha sorte, pelo menos da alameda por onde andei vagando era possível avistar os cumes, na maior parte das vezes mostrando-se exibicionistas feito um enorme sorvete coberto de chantilly.
Aliás e por falar nisso, e a ver pelo que andei escrevendo, estes cumes nevados andaram me dando idéias libidinosas. Que os mais religiosos possam me perdoar, mas era inevitável. Sozinha naquele canto gelado do mundo, congelando por fora e pegando fogo por dentro, era tudo o que me restavam: idéias libidinosas sobre o cume coberto de chantilly. Palavra interessante essa: cume...Acaba dando mais idéias ainda.
É muito bom esta coisa de estar em lugares desconhecidos, entre pessoas que falam outra língua, principalmente um espanhol que poucos espanhóis iriam reconhecer,de vez que se come pelo menos cinqüenta por cento das palavras e fala-se a uma velocidade de uns cem por hora. Mas quando a gente é assim, meio atrevida, quando vê também supera a coisa da língua. Aliás, pensar em língua, cume com chantilly, deixa as idéias ainda mais libidinosas e atrapalhadas.
Melhor ainda é, depois da dieta forçada diante da visão constantemente viciada pelo tal cume libidinoso e sem muita escolha, voltar pra casa, ter aquela sensação de home again e, trazendo nas malas, as tais libidinagens imaginadas pra colocá-las todas, todinhas em prática.
Ao abrir a mala, os presentes que ganhei. E entre eles uma garrafa de Pisco, bebida muito apreciada por lá e boa pra tirar rapidamente algum resto de ciso que se tenha. A propósito, falando pisco como eles, aspirando o esse, já vieram mais idéias libidinosas.
Seguinte, people: melhor eu parar por aqui e encontrar o tipo que anda habitando todas as idéias libidinosas e ver se a gente senta um pouquinho, discute melhor esta relação e recupera o tempo perdido botando as idéias no lugar. Digo: na cama.
Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 18/06/2005
Código do texto: T25603

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154020 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:30)
Débora Denadai