Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidão

   Sozinha escrevo, sentada à beira da janela. As ruas estão vazias, assim como meu coração. Quem aqui habitava, há muito tempo foi-se embora. Sozinho, meu coração bate.
   A lua brilha como cintilante, iluminando o céu. “Solidão, que nada” me vem à cabeça. A casa vazia jaz no silêncio da noite. As batidas de um relógio quebram a calmaria. Um gato mia na rua, e um cachorro late em resposta.
   Acendo um cigarro. Estou só.
JaquelineS
Enviado por JaquelineS em 06/10/2006
Código do texto: T258009
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
JaquelineS
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 29 anos
31 textos (2577 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:14)
JaquelineS