Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CAVALO DE TROIA.

Erguam-se já as espadas, vista suas armaduras, cele seu cavalo e entre na batalha... Joque limpo na vida... jogue sujo no campo... Mate para não ser morto, vitoria aos que não tem medo... Levante os braços ao povo, sinta-se o mais poderoso, porém, veja que tu és, um mero soldado da guerra... Novamente diga o que pensas... grite, chame, provoque... Seu escudo é a palavra, sua espada é o olhar... A vida... Uma batalha. Mate para não morrer, vitoria para os corajosos... A tua frente um batalhão de dez mil forças... enquanto com você está apenas a inquietude... Levante-se, tire de letra, não deixe para depois o que fará bem agora... Vista-se com sua armadura, mostre seu poder! O cavalo de tróia te espera, a mansão dos espertos já se construiu, no mundo dos sonhos tudo se apagou, sua batalha ainda nem começou... Erguam-se já as espadas... Abram os portões... Atire as flechas, os canhões... Mate para não morrer, não mate por prazer... Vitória para os corajosos, derrota para ambiciosos... Vá... A batalha da vida começa, quando se nasce no meio de uma guerra ou quando não se escolhe nascer... Vá... na frente a fortuna do mundo, o pouco do que se deseja ou nada para não sofrer... Vá as revoltas estão se erguendo, veja com seus próprios olhos as asas desta atmosfera... Vá...Edifique seus prantos no mastro, as espadas no corpo, as feridas na alma e na guerra... Vá... busque então a resposta, o destino, a mais próxima para se encontrar, morra se preciso for, deixe tudo acabar... Erguam-se as espadas, vistam as armaduras, escolha ser dócil ou fera, vivencie seu medo na pele e corra... CAVALO DE TRÓIA te espera...
Daiane Rodrigues
Enviado por Daiane Rodrigues em 19/06/2005
Código do texto: T25836

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Créditos (criação): Daiane Rodrigues. - Não é permitido usar esta obra para qualquer fim sem a permição da autora.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Daiane Rodrigues
Américo Brasiliense - São Paulo - Brasil, 27 anos
392 textos (25451 leituras)
1 áudios (108 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:43)
Daiane Rodrigues