Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AJUDA EXTERNA

 
“Em 1845 a Inglaterra fazia aprovar a Lei Aberdeen, outorgando-se o direito de atacar e apresar, em todos os mares, os navios negreiros com pavilhão brasileiro, e mandar julgar seus responsáveis pelo alto tribunal do almirantado britânico, ou por qualquer tribunal do vice-almirantado. Seguiram-se anos de intermináveis discussões parlamentares e diplomáticas, e, por fim, liberais e conservadores de acordo, a 4 de setembro de 1850 o Parlamento brasileiro  aprovou a lei de extinção do tráfico de escravos”. (excerto da coleção Grandes Personagens da Nossa História, pág. 613).
Depreende-se, portanto, que foi necessária a intervenção de outro país para que fosse cessada a vinda de navios negreiros (como eram chamados os que praticavam o tráfico de escravos), para abastecer o Brasil de mão de obra escrava, considerada a mácula maior da nossa história.
Nesses quinhentos anos de Brasil, em vários momentos de decisões políticas, e abrangendo desde o Brasil colônia, passando pela monarquia e chegando à república, fomos, e ainda somos, de uma lerdeza que denotam ou a insegurança ou a fragilidade dos que estão no poder. De 1850 (fim do tráfico) até 1888, treze de maio (abolição), trinta e oito anos se passaram, não sem antes terem sido assinadas: 28 de setembro de 1871 (Lei do Ventre Livre) – 28 de setembro de 1885 ( Lei  dos Sexagenários), cabendo-nos a pecha de sermos o último país americano a abolir a escravatura.
Outro enfoque é a Amazônia. Até quando ficaremos placidamente como observadores da destruição e exploração irracional da nossa Hiléia, como chamou o naturalista alemão Humboldt a floresta amazônica? Precisaremos novamente de “ajuda externa” para preservarmos ou destruirmos de vez o que ainda resta da floresta equatorial brasileira?
“Ajuda externa” igualmente precisaremos quando for dado um rotundo basta a essa falsidade dos "paraísos fiscais". Como explicar que em outros países sejam aceitos depósitos de dinheiro brasileiro daqui retirados ilicitamente?
Realmente, o Brasil deve recorrer a ajuda externa para poder solucionar muitos problemas. É como se precisássemos importar o que não temos. E para casos como a Amazônia, os Paraísos Fiscais, (outrora a escravidão) e outros é necessário a “ajuda externa”, ou importação, de vergonha na cara e patriotismo. E é uma lástima e um desperdício, pois o povo brasileiro é bom, porquanto nasceu do caldeamento de várias raças e etnias, ou seja, da “ajuda externa”. Os que galgam o poder mais do que “externa”, carecem de ajuda divina. Amém.
Cláudio Pinto de Sá
Enviado por Cláudio Pinto de Sá em 07/10/2006
Código do texto: T258904
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cláudio Pinto de Sá
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
163 textos (23329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:08)
Cláudio Pinto de Sá