Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

http://www.veneerline.com.br/imgs_noticias/florestas.jpg

FACHO DE LUZ



Dormia tranqüilamente quando a voz tão de repente Veio me encontrar. Pegue tudo o que é teu ordenou a voz firmemente. E estrada segue adiante Sem olhar para trás. Preocupada com a ordenança
Arrumei minhas malas. E meu esposo pus a 
procurar. E nada de encontrar. A voz não me dava descanso. Atropelava-me toda hora. Segue sua estrada. Vê se não demora! Tomei nos braços meu filho. E, a voz obedeci . A estrada parecia em círculo que não tinha fim. Quando cansava queria eu descansar. Mas, a voz de novo vinha me alertar vá adiante! Trace sua História. Tua luta será grandiosa.Grandiosa também a VITÓRIA. Quando minhas vestes começaram a envelhecer percebi que o tempo passava e, o fim da estrada não chegava. Comecei a desanimar achava que a voz me enganava. Quis então pra trás olhar.Lá estava de novo a voz . Não desista eu te peço, disse a voz. Estou aqui pra te ajudar. De que adianta ficar? Continuei minha caminhada. Oh quão difícil foi.... 
Pedras me machucavam. De repente encontrei meu esposo ao chão sentado e com dor. Vamos, disse, comigo. Não posso, disse ele! Estou caído.
Suas mãos estavam sobre seu tórax . Na altura do coração. Vamos te ajudo, insisti. Também insistiu ele não posso estou ferido. Embora entristecida
Coração em ferida. Com a cabeça erguida segui meu destino. O que meus olhos viam no final de tudo, nem na poesia posso explicar. Contemplei...
Luzes que do chão nasciam e aos céus se despediam Para de novo nascer. Era encanto...Muito encanto...Facho de luz reluzente
que me fazia. Sentir-me contente...
Inexplicável....Simplesmente inexplicável
Qualquer outra palavra não expressaria
Tamanha Beleza que via...
...........................................................................
((Este texto nasceu de um sonho que tive em 1994 e, que só o compreendi em 1997 quando tive de tomar meu filho em meu braços e vim para São Paulo sozinha. Fiquei anos tentando me recuperar...revoltei-me com o mundo, desacreditei em Deus, que apesar de minhas ignorâncias, sempe esteve ao meu lado, mas por fim as luzes chegaram em nossas vida e, hoje, depois de tantos anos vivi meu sonho
novamente, agora mais amadurecida e menos amarga)).
Lenita
Enviado por Lenita em 09/10/2006
Reeditado em 28/04/2009
Código do texto: T259776
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lenita
São Paulo - São Paulo - Brasil, 57 anos
152 textos (12876 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:12)
Lenita