Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Jogo sujo da campanha eleitoral 

     Estamos de fato vivendo uma realidade triste na política brasileira, isto certamente, tira qualquer motivação ou esperança para um país melhor. Na busca de não perder vale tudo. Vale a mentira, a dissimulação, boatos, jogar valores na lata de lixo, roubar, matar. Enfim, só não vale perder. 

     Quando Buch ganhou as eleições nos EUA, a grande parte da sociedade mundial, inclusive no Brasil com destaque a esquerda, acusou Buch de terrorismo psicológico. Buch se apresentava como o único homem que poderia deter e terrorismo contra o povo americano se colocando como defensor de seu povo e assim, espalhou medo no país como um todo, e isto lhe garantiu mais quatro anos no poder. 

     Não faltou lideres da esquerda tecer os mais diversos comentários contra a estratégia usada por Buch – inclusive no Brasil – no final das contas Buch hoje é um líder acuado que perdeu de certa forma o prestigio dos americanos, sofre pressões de todos os lados, inclusive de países como Venezuela, Cuba, Irã, Coréia do Norte e outros que vão surgindo ao decorrer de seu mandato. E que Buch faz? Nada, pois, ele atingiu o objetivo que era invadir o Iraque para provar para seu pai que era melhor que ele, também se reeleger. 

     Hoje vemos esta mesma realidade ocorrendo no Brasil. Usando uma mesma linha, o PT e o Lula aplicam o terrorismo psicológico para assustar o eleitor, não dizendo que Lula é o único que pode salvar o Brasil dos terroristas, mas que ele é o único que pode manter o país sem privatizações. Então começa uma onda de boatos, mentiras visando desestabilizar os eleitores e mesmo o candidato Ackmin – é importante colocar que, quem beneficiou com a privatização foi seu filho lulinha. 

     Lula percebeu a indignação de Geraldo Alckmin com a onda dos boatos, jogou a isca e Alckmin pegou e agora não há duvida que Lula vá continuar nestes boatos. Quando apelidamos uma pessoa e ele reage diante o apelido, ai ele pega. Então para que estes boatos cessem só há uma maneira, Alckmin não dar confiança e continuar sua campanha sobre seu programa de governo, a questão da ética e da corrupção. 

     É lamentável a estratégia usada por Lula, de seus assessores; amedrontar a sociedade, usando seus correligionários e militantes para espalhares os tais boatos de privatização pelo Brasil afora..Agora estão falando até sobre vendas da Amazônia, universidades. Talvez a estratégia de Lula se deu com maior intensidade quando Ackmin disse em  vender do aero-lula, isto é, Lula aproveitou deste pretexto para intensificar os boatos. 

     Pelo jogo sujo de Lula, vejo duas saídas. Uma é realmente Alckmin continuar com sua estratégia e mostrando a pessoa séria e honesta que é, outra infelizmente, é fazer o mesmo jogo de Lula mentir, espalhar boatos e armar para que Lula caia em algum momento nesta campanha. Porem, como Alckmin se comportou não tem duvida que mantenha a primeira opção.
Ataíde Lemos
Enviado por Ataíde Lemos em 11/10/2006
Reeditado em 11/10/2006
Código do texto: T261789
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Ataíde Lemos
Ouro Fino - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
5265 textos (1218811 leituras)
5 e-livros (11751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:40)
Ataíde Lemos

Site do Escritor