Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FIEL TRAIDOR

Eu passei a frequentar a internet há uns cinco anos aproximadamente em razão das novas oportunidades que vislumbrei nesse universo virtual, principalmente, quando se tem pouco tempo para transcrições manuais de viagens pra lá de confusas e acabei por me transformar num usuário assíduo. Sou um homem sensível, chorão e apaixonado. Gosto de escrever, gosto muito de escrever, mas nunca me imaginei como escritor de fato, profissional, comprometido com editoras ou coisa parecida, por isso, escrevia, e ainda escrevo, intuitivamente, sem maiores preocupações estruturais e/ou técnica literária. É claro que procuro andar em linha reta na língua pátria e me sirvo de dicionários, amigos e, quem ou o que se mostrar útil em tal tarefa auxiliar. Uma das coisas mais impressionantes que descobri nesse mundo são os namoros platônicos, paixões unilaterais. Devem e podem ser paixões sadias, inconseqüentes e descomprometidas. No meu caso, sou apaixonado pelas emoções, pelos sentimentos, o que me torna um tipo de “prostituta” virtual de sentimentos. Sou apaixonado pela poesia e via de regra, acabo passando minha admiração para os autores. Sou bissexual lírico porque não sou atraído por homem e por mulher, mais precisamente, por poeta, por seus sentimentos, suas emoções, suas viagens e paisagens. Mas muitas dessas paixões podem acontecer ao mesmo tempo o que me torna meio “galinha” e pouco fiel aos meus amores. Acredito que como homem sensível e de grande coração, consigo guardar muitos amores, só que como sou desorganizado, esbaforido e um pouco distraído, acabo trocando nomes e rostos e vez por outra sou flagrado na mais descarada das traições. Posso garantir-lhes, entretanto, que seja quem for o traído ou traídos, eles sabem (talvez não saibam, já que na maioria das vezes a paixão é somente minha) que continuo os amando e para cada ato em flagrante, busco uma poesia de desculpa. Sou cúmplice e parceiro, mas sou também aberto a novas aventuras e quem quiser me conhecer, saiba que terá o mais sincero e honesto dos traidores apaixonados. E para aqueles que não quiserem, não se preocupem, vou ficar calado no meu canto, amando em silêncio e com discrição de vendedor de Sex shopping. Agora preciso desligar a máquina e me apaixonar também pelos humanos, não é por nada não, mas às vezes me bate um tesão danado e acho meu micro muito frio e sem criatividade para..., ah! Vocês sabem o que.
Jose Carlos Cavalcante
Enviado por Jose Carlos Cavalcante em 20/06/2005
Código do texto: T26237
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jose Carlos Cavalcante
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
730 textos (54065 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:42)
Jose Carlos Cavalcante