Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CANAIS ERÓTICOS

Final de expediente. O pensamento distante é interrompido pela campainha do telefone.
Ligação de fácil identificação. A voz impostada e a forma de apresentação são típicas das ligações de telemarketing. Após as considerações iniciais, a voz anuncia a grande promoção: a inclusão de canais eróticos no plano de TV por assinatura por uma irrisória quantia mensal.
Distraída respondo que não tenho interesse, mas a voz insiste. “Como não tem interesse? Não gosta?”
Fico constrangida com as perguntas. Não sei como responder sem desvendar o assunto no ambiente de trabalho. Olho em volta e percebo que estou sendo observado pelo colega evangélico. Será que ele tem interesse? Ou será que percebeu a proposta e está aguardando a minha resposta? Tento disfarçar... Talvez uma declaração afirmativa quebre a oferta, respondo que estou satisfeita com a assinatura que tenho, mas a voz insiste: Por que se satisfazer com o que tem se pode ter mais por tão pouco?
O colega evangélico se levanta. A situação chega ao ápice do embaraço. Diante do meu silêncio reticente, a voz ganha força, fala sobre as atrações, a audiência: programas didáticos, filmes de arte... O colega caminha em minha direção com os olhos presos num processo, pode ser que esteja dissimulando... Com a sua aproximação, resolvo interromper a ligação. “Estou no trabalho, não posso falar agora!”
Desligo o telefone com a voz ao fundo, afirmando que a inclusão não vai tomar muito tempo... Só um instante... Satisfação garantida...
O colega passa direto. O telefone dele começa a tocar. Será?
Aos poucos me acalmo. Tento imaginar como descobriram o telefone do trabalho e as próximas ligações. Quantos canais ainda poderão me oferecer? Gênios em estratégias! Ligam para o local onde o “cliente” (presa) está mais vulnerável e ainda oferecem o produto com a ambigüidade de intenções. Qual o propósito da voz ao questionar meus interesses?
O colega volta apressado e atende ao telefone. Interrompe a ligação bruscamente com uma negativa. Finjo não perceber, cada um com as suas interações... Encerro o expediente com os pensamentos distantes com as possibilidades dos novos canais. Será?
Helena Sut
Enviado por Helena Sut em 20/06/2005
Código do texto: T26397
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Helena Sut
Curitiba - Paraná - Brasil, 47 anos
614 textos (790261 leituras)
2 áudios (1258 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:01)
Helena Sut

Site do Escritor