Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na sua opinião, seres de outros planetas realmente visitam a terra?

Se ainda existia qualquer resistência para se aceitar a existência de seres alienígenas, creio que, diante de fatos já comprovados, isto já caiu por terra. Ao afirmar isto, baseio-me no documentário, filmado em VHS , denominado de “OPERAÇÃO PRATO”, em que o ufólogo, Marco Antonio Petit, executor desse filme, entrevista o ex-militar, Coronel Uyrangê Bolívar Soares Nogueira de Holanda Lima. Este Coronel fora designado no ano de 1.977 pelo 1º COMAR-1º Comando Aéreo Regional de Belém/Pará, para proceder averiguação sobre as constantes queixas de habitantes ribeirinhos na região de Colares, uma ilha no município de Vigia, litoral do Pará, onde estaria acontecendo o fenômeno de pessoas serem atacadas e atingidas por um raio de luz, que denominavam de Chupa-chupa. As pessoas mais prejudicadas pela aparição dessa luz vampiresca, eram as mulheres, que após serem atingidas por essa luz, apresentavam marcas no seio esquerdo, como dois pequenos furos, como se fora feitos por ponta de agulhas, que depois de 2 dias, aparentavam como se a pessoa tivesse sofrido uma queimadura pequena. O interessante disso tudo, é que o Coronel Uyrangê constatou “in loco” essa verdade, confirmada em sua entrevista, inclusive contando que viu naves extraterrestres há poucos metros de distância, quando então registrou tudo em filmes que foram enviados ao 1º Comar e para Brasília. Recentemente, a TV Globo mostrou um pequeno documentário sobre esses acontecimentos lá no estado do Pará.

O Coronel, Uyrangê de Holanda, já na reserva, além da entrevista em VHS acima citada, concedeu uma histórica entrevista à revista UFO, que no decorrer desse texto, destacaremos alguns trechos. Nessa entrevista à revista UFO, o Coronel Uyrangê conta: “Um cidadão uma vez veio me procurar para dizer que próximo à sua casa tinha surgido uma luz, que focou um raio brilhante em sua direção. Ele me relatou ter ficado tão apavorado que correu para dentro da casa, pegou uma arma e apontou para a luz. Ai veio outra ainda mais forte que fez com que ele caísse. O pobre coitado passou uns quinze dias com problemas de locomoção, mas não houve nada mais sério”. Mais na frente acrescenta: “Parece que a natureza dessa luz é uma energia muito forte que deixa as pessoas sem movimento.” Quando perguntado pela revista UFO se fizeram muitas fotografias de UFOs , o Coronel responde: “E como ! Fizemos mais de 500. Eram dezenas de rolos de filmes, uma caixa de papelão cheia deles. Em quase todos os fotogramas havia UFOs ou sondas. E veja você: Todos aqueles negativos ficaram na minha frente, por quase dois meses a trabalho, e não conseguíamos nada. Não saía luz alguma nas fotos...Aí, depois do que descobri, fomos olha-los novamente, e havia imagens fantásticas. Depois foi só mandar ao laboratório do Comar para ampliar e ver lindas sondas e UFOs nas fotografias. Dezenas deles !”

Ao concluir aquela entrevista a revista UFO pergunta-lhe: “O senhor não acha que esses documentos deveriam ser liberados para o público? “ O Coronel, responde: “Isso já é decisão do comando. Se liberarem, irão surgir muitas indagações que o Ministério da Aeronáutica e Governo Brasileiro não estão aptos a responder. Para evitar constrangimentos, não se fala nada.” Com essas afirmações do ex-militar, Uyrangê, creio que as resistências em não se acreditar em UFOs, caíram de vez por terra, aumentando, depois desse fato, o número de pessoas que agora acreditam em vida fora da terra.

Recentemente, uma pesquisa realizada pelo jornal, Folha de São Paulo entre seus leitores e publicada em 11/05/2004, perguntava: “NA SUA OPINIÃO, SERES DE OUTROS PLANETAS REALMENTE VISITAM A TERRA ?”, apresentou o seguinte resultado: “Dos 5491 leitores que participaram dessa enquete, 79% responderam SIM. Apenas 21% responderam NÃO”.


Amarú Inti Levoselo
Enviado por Amarú Inti Levoselo em 14/10/2006
Código do texto: T264504

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Amarú Inti Levoselo
Goiânia - Goiás - Brasil, 74 anos
91 textos (14591 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:28)
Amarú Inti Levoselo