Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESENGANO

Exaustiva lenga-lenga fdo louco que balança a cabeça em frente da parede sem notar a parede . Para de balançar e deita no chão de grama, terra e cimento . Acaricia um violão  imaginário dedilhando  suas cordas  com a ciência  do conquistador. No céu o avião descreve uma reta no céu nublado . O som imaginário do louco  do violão viaja na velocidade do sonho.Viaja para onde ele não pode ir . Procurar  por ela  que um dia viu lendo  um livro de capa azul  e  um quadrado espelhado .Voou para dentro do livro , dos desenhos , das fotografias , e saiu inteiro , sonoro, plangente  como na vez  que ela contou que gostava dele .Que  persegue a moça por onde ela andar  até a longa distância  que seus olhos puderem ver , e mais além. Da vista cansada , molhada de quando  ela arrematou que gostava dele mas amava outro. Acaricia o violão imaginário  como queria ter tido  a chance de acaricia-la em suas noites insones , depois que ela  lhe deu as costas  e sumiu. Dedilha as cordas  imaginárias , ali bem perto da caixa de ressonância  do violão que só existe  em sua cabeça. Na mesma  cabeça de cabelos negros e sedosos  que os dedos dela  brincavam  enquanto conversavam e ela flertava com outros. que riam  ás suas costas . Que espera  o dia em que ela acordar e lembrar  dele ali perdido, esquecido no asilo  onde ele mesmo se asilou para fugir do mundo . Que lá fora  é barulhento, sujo  e cheio de gente. De gente que faz  mal, que faz o bem , que não faz nada  e que não quer fazer nada .Da gente que engana como ele foi enganado .Que sabe que um dia ela vai voltar .Pouco importa se velha  ou moça, se doente  ou saudável .Saberá que é ela quando brincar  com seus cabelos que hoje estão da cor dos bancos solitários do jardim .Se sabe que ela voltará, a espera é o de menos . pode  demorar  o quanto for .Ele estará  aqui, no meio  do pátio , do mesmo jeito  que ela o deixou  na tarde chuvosa  e quente ,o tempo  é o melhor remédio para  curar as feridas    
grotius
Enviado por grotius em 16/10/2006
Código do texto: T266053

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
grotius
Santo André - São Paulo - Brasil, 61 anos
444 textos (16466 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:13)