Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM ESPÍRITO PURO MEDRA SOB A CROSTA DAS PEDRAS

Voem espectros, andem  fantasmas e  vapores  fétidos , miasmas  de vidas passadas , não vividas  e não sabidas . Voem  parao Tártaro , para o seio de Proserpina ou os culhões de Hades . Deixai que entre o Sol , a luz e a estrelas  do novo tempo . Não detenham  mais na vil  esperança de parar a História, a vaga  insensata , maluca  desvairada dos homens loucos . Daqueles prestidigitadores  fajutos de circos inocentes . Deixe que riem  finalmente  do " palhaço que é? E ladrão de mulher." Ou dos Ravignac e Gavrilo Pricip , regicidas  e assassinos sem futuro. Dos Barba azuis  que não conquistam ninguém , ou dos astros e estrelas  que nunca tiveram seus quinze minutos de fama . Deixai caçar  e pescar, andar  e se banquetear  no jantar que nos  servem regularmente . Na volta e na ida  que faz o Mundo  de formigas pensantes  e seres ignorantes . Deixai as crianças  brincar, os adultos sonhar o sonho  dos sonhadores insones , dos sorumbáticos sonâmbulos  e dos deambuladores parados . Deixe a vida  viver no caminho  que a vida se leva . Ponha um basta na loucura insana dos homens que se separaram da Terra viva, da Terra sensível , da Terra Pitagórica, Platônica, Aristotélica. Das palavras  candentes de Nerval  "Um espírito  puro medra  sob a crosta  das pedras". Solte o livre espírito dos homens viventes , dos sobreviventes , dos mortos , dos semi mortos e dos quase mortos . Deixai livre a mente  do escritor, do pensador , do poeta. Livre  inclusive  para depois da morte, quando irá participar  por fim do Universo , como parte sensível e sensora  da mais ínfima partícula do ser único , gigante, andante  que participa por fim  do Caos que não  é o fim nem o começo, mas éo começo  sem ter um fim , e é o fim sem ter um comerço.    
grotius
Enviado por grotius em 21/10/2006
Código do texto: T269601

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
grotius
Santo André - São Paulo - Brasil, 61 anos
444 textos (16465 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:19)