Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A LINGUAGEM DAS FLORES E DAS COISAS MUDAS

Reparem a vida vivida. A Natureza intocada, as flores e as  coisas mudas .Só quem tem ouvidos podem ouvi-las. Elas falam, respiram. Não digo  no aspecto fisológico  de sentir, respirar, e sim no aspecto falar e sentir real, sensível. Entes  prtegados ao solo  ou á raiz  as flores nos falam de eternidade , de frescor,  da passagem  dos tempos, dos segredos trocados por amantes em tardes  quentes de relva fofa. Do despetalar apressado da moça  que não nota estar destruindo uma vida  na álea  sensível de amar ou não amar . Elas nos falam do calor e do frio  e do desvelar da agua e do Sol na pétalas macias  ou ásperas  de  sentidos vagos . O odor é fala, o toque é fala . É fala  que como disse  só alguns  espíritos estão prontos  para sentir  e compreender . espíritos que não são especiais, que não são diferentes  de cada um de nos. ,SÃo só  espíritos livres , flanantes , deambuladores  de manhãs azuis , cinzentas ou tardes de procela.  Se andasa pela cidade  deve notar  as coisas mudas . Elas também não são mudas , antes nos gritam, nos apontam, suplicam que prestemos minutos de nossa atenção. Reparai a formiga, o siriri ou o pernilongo - a árvore centenária que permite o formigueiro ou a casa da abelha. Se completam, se comunicam, se refazem  refazendo  a vida muda, eterna , resistente de quem se sabe efêmera de uma finitude eterna. Reparai e parai um instante no céu do interior, da praia deserta. As milhares de estrelas , planetas , galáxias  estão  lá como registros de um passado - presente , do presente  que é passado  e do passado  que sempre é um presente . Eles nos olham  como  a Grande mâe que nos gerou , que nos truxe embalado, quer em  panspermica orígem  ou na junção  de milhares  de átomos, partículas, enzimas , animais , pedras e flores .Elas sabem  que um dia  não estaremos aqui, mas  não  se espantam  e não temem  pois sabem  que de alguma forma  voltaremos ao útero  materno que gerou  todas as coisas e que permitirá entendermos a linguagem  das flores  e das coisas mudas .
grotius
Enviado por grotius em 29/10/2006
Código do texto: T276376

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
grotius
Santo André - São Paulo - Brasil, 61 anos
444 textos (16459 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 10:11)