Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Porque maltratam tanto a palavra "AMOR"?

Porque maltratam tanto a palavra ‘AMOR’?



Há uns dias atrás…estava com umas amigas a lanchar numa conhecida pastelaria do centro, quando entraram uns jovens com idades que deviam rondar os 17 ou 18 anos…entre eles, duas miúdas.
Sentaram-se numa mesa perto da nossa...pediram os respectivos lanches, e começaram numa animada conversa sobre as respectivas namoradas (‘garinas’…como eles as chamavam).Elas riam á gargalhada devido aos comentários deles.
Não foi difícil escutar o que falavam (nem eles estavam preocupados com tal!). Resumindo…contavam encontrar-se com as namoradas essa noite …pretendiam ir á ‘Disco’(discoteca…como se dizia no meu tempo) … diziam então uns aos outros á quanto tempo ‘curtiam’ com as respectivas ‘garinas’.
Uma delas insinuou que um dos rapazes estaria apaixonado…dizendo:
- É pá …tas caidinho pela ‘garina’ – todos riram, e ela continuou – é AMOOOORRRR!!
Ele respondeu de imediato:
- Passáste-te? Que é isso ‘minha’!! Tas a ver mal! Que é isso de ‘AMOR’?!! Pareces a minha ‘Kota’ a falar!! (ouça-se Kota=Mãe).
Ao ouvi-los falar de tal forma e com tamanha frieza sobre sentimentos, fiquei pensativa…até apreensiva…em relação á nossa juventude.

Será que nos dias que correm, a palavra AMOR é assim tão banalizada?
Os jovens na sua maioria, estão a utilizá-la sem pensar na sua importância e valor!
Mas o pior ainda é verificar que não são apenas os jovens…mas muitos ‘kotas’…como eles nos chamam ...pessoas mais velhas.

Apercebo-me que dizem AMO-TE…com a maior facilidade…não medindo se é realmente isso que sentem…apenas se preocupam se ao dizê-lo agradarão ou conquistarão a pessoa que desejam.

Mas DESEJAR…não é AMAR!

Sobre grandes amores nos reza a história…amores puros…verdadeiros. Onde andam amores como esses nos nossos dias?
Talvez existam...quero acreditar que sim!.. Mas… talvez… 10% da população saiba o que isso realmente é. Ou estarei mesmo assim a ser bastante optimista?

Perderam-se os valores …para a juventude falar de amor é algo que se resume apenas ao ‘curtir’.
AMOR? Que é isso?!! É coisa das ‘kotas’!!

Estará o amor de tal forma banalizado, ao ponto de ser resumido apenas ao sexo? Ao ‘curtir??

Deixo claro que nada tenho contra esse belo prazer! Bem pelo contrário…é delicioso! Mas…e o romantismo de outrora?
A delícia do carinho partilhado através d’um simples olhar de cumplicidade… dar a mão ao passear…olhar a lua bem juntinhos…o bater descompassado do coração ao escutarmos uma música...ao pensarmos na pessoa amada...

AMAR por AMOR, nada tem a ver com AMAR por simples DESEJO!

Quando fazemos sexo por amor (inclui o desejo, a paixão…o tesão…o despudor…mas também a confiança misturada com a cumplicidade e o respeito) …é um partilhar de sensações indescritíveis…é um conjunto de emoções partilhadas a tal ponto, que atrever-me-ia a dizer que é como ’ter um orgasmo pelo coração’… tamanho é o prazer misturado com a emoção.
E no final…fica aquele gostinho no abraço…no beijo apaixonado…no encostar-se um no outro…na sensação de paz.
É comer um delicioso prato bem confeccionado!

Fazer sexo por simples tesão (…existe apenas uma atracção!.. não amor! ). É satisfazer apenas um desejo…é ‘Um momento’ …não ‘O momento’!
É comida sem sal!

Aí reside a diferença…nos sabores!

Por isso não confundam AMOR e  SEXO.
Pois desejar ter sexo é uma coisa…desejar fazer AMOR é outra!

Não maltratem assim tão bela palavra …tão lindo sentimento.
Chamem as coisas pelos nomes!

Não pretendo com isto dizer que o sexo é mau…nem pensar!! É óptimo!
Fique claro que considero-o uma maravilha…óptimo para o corpo e a mente…portanto recomendo-o! Mas se possível…com paixão…misturado a muito AMOR!




Fátima Rodrigues
Fatima Rodrigues
Enviado por Fatima Rodrigues em 30/10/2006
Código do texto: T277880

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fatima Rodrigues
Portugal, 56 anos
459 textos (21068 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:02)
Fatima Rodrigues