Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENTREVISTA DE RONALDO "FENÔMENO" AO PROGRAMA DE FAUSTO SILVA

Belíssima, fantástica e emocionante a homenagem prestada pelo apresentador da TV Globo, Fausto Silva, no quadro “arquivo confidencial” prestada ao ex-jogador de futebol Ronaldo Nazário de Lima, mostrando o “fenômeno”, o homem, o embaixador das Nações Unidas, o empresário, enfim. No meio da entrevista, com depoimentos de amigos, empresários, ex-jogadores, ex-adversários enfim, ficou revelada a causa principal do precoce final de 18 anos de carreira de Ronaldo “fenômeno”, no futebol: foram mesmo as críticas dos torcedores do Corinthians contra ele!
                 Gênio, humano, amigo, bom pai, solidário enfim, são algumas das deduções a que podemos chegar pela apresentação do quadro “Arquivo Confidencial” merecido por sinal; porque outros só o recebem porque são atores da Rede Globo de Televisão!
                 Sem desmerecer aos demais que já passaram pelo mesmo quadro, o de Ronaldo Nazário de Lima foi um dos melhores já realizados. Ele merecia isso e a recebeu, embora feita por um amigo!
O depoimento do jogador do século, Edson Arantes do Nascimento foi o mais contundente e fantástico: ele agradeceu a Ronaldo por ter ido jogar no exterior, dizendo que a ida de Ronaldo para os vários clubes que ele defendeu no exterior, engrandeceu mais ainda o futebol brasileiro.
O mais emocionante foi o depoimento de um amigo que convidou Ronaldo, que estava jogando no Barcelona, para visitar um sobrinho dele que estava em tratamento terminal e após a visita de Ronaldo ao hospital, teve uma sobrevida de mais dois anos e morreu depois. Infelizmente.
O Coordenador de Segurança da ONU no Haiti, para onde Ronaldo prometeu retornar, disse que o “fenômeno” estragou todo o esquema de segurança montado no Aeroporto porque até seus soldados no Haiti estavam com bloquinhos para pedir autógrafo do jogador, além do pessoal do Aeroporto.
Sobressaiu-se na entrevista, com todos os méritos o homem, o jogador, seus envolvimentos em atividades sociais e agora, o empresário que está começando a nascer depois do encerramento de sua carreira futebolística.
Retornemos à Pelé: ele, quando foi jogar no Cosmos de New York, no final da década de 70 também praticamente foi o criador do futebol com o pé nos Estados Unidos. Até Pelé desembarcar nos Estados Unidos, eles entendiam somente o futebol jogado com a mão, conforme mostrou um recente documentário produzido no exterior. No documentário, foi informado que a ida de Pelé para os Estados Unidos teve até a participação de o Governo Militar da época.
Na verdade não há o que dizer mais sobre a entrevista feita por Fausto Silva, além de que ele a conduziu procurando ouvir depoimentos de ex-jogadores, ex-amigos, a esposa atual Bia Antony e, no final, surgiram os seus filhos Ronaldo e o recém admitido na família, de uma relação que ele teve e assumiu com uma garçonete de origem japonesa.
Está de parabéns o programa. Eu que já me declarei um fã do futebol de Ronaldo “fenômeno”, embora não seja torcedor do Corinthians mas, sim, do Botafogo,  passei  até a assistir pela TV os jogos do Corinthians só para ver o “fenômeno” em campo. Que me desculpem os demais: mas Ronaldo Nazário de Lima foi e será sempre um “fenômeno” por tudo que ele já fez pelo futebol, pelas causas socais, pelas causas humanitárias, enfim, igual a Pelé, só Ronaldo pode se comparado por tudo que ele já fez pelo futebol, pelas causas humanitárias, por seu humanismo e pelo seu desprendimento. Enfim, Fausto Silva está de parabéns! Mesmo sendo amigos de longa data.


carlos da costa
Enviado por carlos da costa em 20/02/2011
Reeditado em 24/02/2011
Código do texto: T2804420
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
carlos da costa
Manaus - Amazonas - Brasil, 54 anos
959 textos (93296 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/14 00:23)
carlos da costa



Rádio Poética