Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

bala perdida

BALA PERDIDA.

Um tiro.
Como um trovão ecoa no espaço, numa trajetória fria e sem vida.
Um tiro.
Um fio de navalha que se desloca  para lugares esmos.
De repente ele se abaixa.
Vítima inocente de briga distante.
Como se mãos frias o jogassem para traz.
A mão do destino o encontrou.
Não é mais uma bala perdida.
Das suas mãos emanam gestos grotescos, como um pedido de socorro desconexo.
Dos teus olhos uma lágrima.
Dos olhos do seu filho uma desesperada procura.
Algo o fez cair.
A bala não mais perdida tinha encontrado destino.
E o destino tinha mudado.
Não mais um menino, um homem forçado.
Seu pai jogado ao chão, ele jogado ao léu.
Não mais um menino, talvez um homem precoce.
Que terá de carregar nas costas a responsabilidade de se encontrar homem forçado.
Um corpo jaz na calçada.
Morre com ele também a esperança.
Nasce sem ele também a lembrança.
Triste lembrança, de uma criança que chora, sem amanhã.
Sem o esteio da vida, sem mais nada na vida a não ser lembranças.
Talvez um dia tudo passe.
Quem sabe um dia...

chamusca
Enviado por chamusca em 05/11/2006
Reeditado em 07/11/2006
Código do texto: T282964
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
chamusca
Salvador - Bahia - Brasil, 49 anos
42 textos (1797 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 13:05)
chamusca