Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ASSIM É A VIDA


Sem as indefectiveis surpresas que nos apresenta...
Que monotonia seria a vida...
Osculos e amplexos,
Marcial

ASSIM É A VIDA... ou deveria ser
Marcial Salaverry

Por vezes, ficamos surpresos, vendo as incríveis analogias que encontramos entre muitas mensagens que recebemos, dos mais diversos autores, sendo que o autor mais em evidência no momento é o conhecido L'Inconnu, e o que realmente se passa em nosso dia a dia.
Vejam esta mensagem dele, de L'Inconnu,  e que fala justamente sobre a vida. E quem não quer conservar a sua?
"As páginas da vida são cheias de surpresas... Há capítulos de alegria, mas também de tristezas,  mistérios e fantasias, sofrimentos e  decepções...
Por isso, não rasgue páginas e nem salte capítulos, não se apresse a descobrir os mistérios.   Não perca as esperanças, pois muitos são os finais felizes.
E nunca se esqueça do principal: NO LIVRO DA VIDA,  O AUTOR É VOCÊ!"
É um texto que incita à meditação, e que exige alguns comentários, e um estudo bem aprofundado, pois fala das surpresas da vida.  É justamente nessas surpresas que está o gosto real pela vida.  O fato de não sabermos o que nos reserva o dia de amanhã, é que nos faz sentir a necessidade de viver intensamente o dia de hoje.
E nunca podemos deixar passar essa oportunidade de viver a vida, e vivê-la, enquanto a temos.
Da mesma maneira que recebemos com enorme prazer todas as alegrias que ela nos proporciona, seja com encontros felizes, seja sabendo que nossa saúde está perfeita, ou até mesmo com a prosaica Megasena acumulada, devemos saber receber as contrariedades que fatalmente teremos, como, por exemplo,  algum pequeno acidente, ou algum azar qualquer, e até mesmo descobrindo que não temos mais "aquele amor que nos abandonou",  e que preferiu outras companhias... Fazer o que, se teve esse mau gosto...
Não se deve jamais maldizer os azares que acontecem, pois são simplesmente conseqüências da vida, mas é  claro que nunca iremos receber um contratempo com prazer, pois aí já seria masoquismo.
Mas também não com desespero.  Simplesmente com naturalidade, e sempre procurando tirar alguma lição para o futuro.  Algo que não deu certo, não deverá mais ser repetido.
L'Inconnu fala também sobre as etapas da vida. Com muita propriedade, diz que não devem ser saltadas.  Concordo, pois cada época deve ser vivida a seu tempo.  Crianças na infância, adolescentes na mocidade, adultos na maturidade.
O que ocorre atualmente, é que muitas crianças não estão tendo uma infância infantil. Estão sendo induzidas a agir como "mocinhas e mocinhos" desde a mais tenra idade.  Esta etapa da infância, principalmente, vai fazer muita falta no futuro.
Devemos deixar que as crianças vivam de acordo com sua idade.  Por que vesti-las, maquiá-las e "empurrá-las" para a fase de "mocinhas e mocinhos"?  Não seria melhor esperar que o tempo vá se encarregando de mostrar-lhes as etapas diversas da vida?
Deixemo-las serem crianças, para que não venham mais tarde a lamentar o tempo perdido.
Agora o final da mensagem é que realmente faz pensar: No livro da vida, o Autor É VOCÊ.
Sem qualquer sombra de dúvida. Somos os autores do livro de nossas vidas. Da maneira como chegaremos às etapas finais, dependerá da maneira como vivermos as etapas anteriores.
A única coisa certa em nossa vida, é que ela teve um princípio, e terá um fim, já, o que acontecer no intervalo entre essas duas etapas, ficará por nossa conta...
Se levarmos uma vida normal, evitando vícios perigosos, fatalmente teremos uma maturidade e uma velhice em boas condições. Muitos jovens se esquecem o tempo de vida que ainda lhes resta, e atiram-se com fúria à necessidade de "viver o presente".
Sem dúvida, que o presente deve ser vivido e aproveitado (é um presente que recebemos), mas sempre deveremos ter um olho para o futuro, pois a maneira como esse presente for desfrutado, vai determinar como será o que ainda está por vir,  que é o porvir e, nesse caso, é bom lembrar de que certos exageros devem ser controlados, certas atitudes devem ser medidas, os vícios devem ser evitados.  Não quero com isso dizer que todos devem virar santos.  Claro que não, tal atitude de beatitude também não é saudável. Nem tanto ao mar, nem tanto à terra.  Vivamos a vida, vivendo-a, naturalmente.
Devemos viver a vida, aproveitando seus prazeres, mas sempre pensando no futuro, planejando-o de uma maneira a que possamos aproveitá-lo como estamos aproveitando o presente, de uma maneira saudável e prazerosa.    O segredo da vida, está em saber vivê-la.
Assim, desejo que todos tenham UM LINDO DIA.

Viver a vida
Como deve ser vivida...
Vivendo-a ...
Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 06/11/2006
Código do texto: T283449
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 77 anos
19867 textos (1963562 leituras)
3 áudios (855 audições)
6 e-livros (2134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:25)
Marcial Salaverry