Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Corpo Saudável, Mente Doente

     Já chega, desisti de ser saudável! Aliás, não, eu desisti foi dessa cultura do corpo sarado e da mente vazia. Antigamente, as pessoas eram magras e saudáveis porque tinham outros hábitos. Não comiam tantas besteiras, andavam muito a pé... Mas era natural. Hoje em dia, com tanta tecnologia, tanta pressa e refeições rápidas e gordurosas, a tendência, é claro, é o aumento da taxa de obesidade na população. No entanto, o culto ao corpo é cada vez mais explícito. A sociedade cobra. Você precisa ser lindo e magro, se não é corra atrás, urgentemente!
     E então o que acontece? As pessoas começam a procurar dietas radicais, pegam pesado nos exercícios na academia, se torram no sol para ficar com um bronze legal, tomam bomba para desenvolver músculos... Tudo isso cria uma situação artificial e nada contribui à saúde!
     Claro que é importante manter a boa forma. Ter uma dieta balanceada, praticar exercícios, tudo isso que eu não faço... Opa! Bem, mas é importante. Só que existem limites! E tem outra coisa. Muito se fala sobre a saúde do corpo, mas e a saúde da mente? Você pode ter o corpo mais perfeito do mundo, mas se não tem um cérebro ativo, pouco vai adiantar! É preciso ler, fazer palavras cruzadas, qualquer atividade que exercite o raciocínio. Porque senão teremos cada vez mais pessoas fúteis e obcecadas pela magreza, preguiçosas demais para pensar... Essa ideia me assusta, mas não está muito longe da realidade atual.
Nicole Ayres
Enviado por Nicole Ayres em 16/03/2011
Código do texto: T2852093

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nicole Ayres
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 22 anos
61 textos (2304 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/11/14 06:37)
Nicole Ayres



Rádio Poética