Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Brincar de Casamento




–Ei, Núbia, corra! Só está faltando você pra começar a brincadeira!
–Ué, mas eu só estou vendo você aqui, Adriano!
–Eu sei, eu sei. Mas só nós dois é o suficiente.
–Como assim?
–Já te explico...
...É o seguinte:
...zzz... (mãos em forma de concha no ouvido da jovem).
–Não, Adriano! Meus pais vão reclamar.
–Não será necessário avisá-los!
–Como não?!
–Avisá-los para quê, se a vida é nossa?
–Eu sei, eu sei, mas...
Uma mão tapa-lhe a boca.
Poucos meses depois...
–Núbia, cansei! Não quero mais brincar contigo.
–E agora, o que faço?
–Quanto a você, não sei mas, quanto a mim, brincarei com outra pessoa!

    ... A jovem nada pode fazer, além de sentir lágrimas escorrerem do rosto.
Mas ele não sabia que seria a próxima peça da brincadeira.




Estre trabalho está registrado na Biblioteca Nacional-RJ
carlos Carregoza
Enviado por carlos Carregoza em 10/11/2006
Código do texto: T287579
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
carlos Carregoza
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
102 textos (5962 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 03:05)
carlos Carregoza