Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apertos

Mais uma semana está terminando. Voou.  Venho medindo o tempo, em função das contas pagas e do saldo no banco. Acho isso um tanto doentio, mas está sendo minha realidade, nos últimos tempos. Minha e de uma multidão de pessoas. Dizemos brincando que o salário acaba e o mês continua.
É preciso ter bom humor, ser criativa e saber abrir mão de coisas não essenciais. E a gente vai descobrindo uma porção delas, que nos tempos mais fáceis, pareciam indispensáveis.
No vestuário. Comprar roupas na liquidação, só porque parece barato. Quanta roupinha fica guardada no armário, porque “agora não serve, mas quando emagrecer...” Até lá, saiu de moda. Aqueles sapatos lindos de viver, que nunca aconteceu a ocasião propícia para usar.
E a despensa? Compramos muita coisa por mania. Comecei a diversificar, troquei de marcas, fui experimentando e estou tendo boas surpresas. Economizo sem baixar a qualidade.
É muito fácil reclamar de tudo, o difícil é tomar atitudes, mudar hábitos, lembrar que ruim era quando não havia ruas, andávamos a pé, comíamos pó, literalmente. Quando não consumíamos por que não existia tanta oferta e principalmente porque os salários eram aviltantes.
É essencial que nos reorganizemos, que adaptemos nossos gastos com nossos proventos. Tentar o contrário, promete desgostos e muitas dores de cabeça.10/11/06
Vitoria Lerinha Haubert
Enviado por Vitoria Lerinha Haubert em 11/11/2006
Código do texto: T288049

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vitoria Lerinha Haubert
Sapiranga - Rio Grande do Sul - Brasil, 71 anos
266 textos (18686 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 07:52)
Vitoria Lerinha Haubert