Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Convenções

Homens e mulheres foram criados para se completarem. Assim deveria ser. Mas a educação que recebemos não é bem essa. Para que uma relação dê certo, pensa-se que o homem manda, a mulher se submete. Engana-se quem pensa que isso tenha mudado.
Por mais que as mulheres tenham conquistado seu espaço, ela continua se limitando, dentro das relações conjugais, em função da insegurança que muitos homens ainda sentem, em relação à relativa independência conquistada pelas suas companheiras.
Penso que seja algo inconsciente. Somos educadas para viver à sua sombra. As mulheres que não se deixam tolher acabam mal faladas, porque saem sozinhas, resolvem suas vidas, têm seu próprio círculo de amizades. É cultural. E muito hipócrita, convenhamos.
A maioria das mulheres que ficam viúvas retoma ou cria uma vida nova. Começam a sair, freqüentar os grupos de idosos, ou outros condizentes com sua faixa etária. Saem para dançar. Resgatam um pouco do que deixaram para trás, enquanto estavam de certa forma, amarradas aos seus companheiros.
O mesmo se dá quando de separações. Há um mundo a ser descoberto. Muitas vão com muita sede ao pote e decaem, porque caem nas ciladas do caminho oposto da repressão anterior. Confundem liberdade com libertinagem. Com o tempo, porém, descobrem que essa liberdade é um tanto relativa. Mais uma vez o tempo, acabará lhes mostrando o melhor caminho. Da temperança, do discernimento, da lucidez.
É necessária muita sabedoria para viver com qualidade, essa nova vida. Vale a pena dar-se essa oportunidade. (10/11/2006)

Vitoria Lerinha Haubert
Enviado por Vitoria Lerinha Haubert em 13/11/2006
Código do texto: T289740

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vitoria Lerinha Haubert
Sapiranga - Rio Grande do Sul - Brasil, 71 anos
266 textos (18685 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:18)
Vitoria Lerinha Haubert