Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vida, questionamentos eternos...

Por que será que na vida temos que andar, andar e andar, com tantos obstáculos por ultrapassar, sem saber se no final o triunfo será garantido? Tantos sonhos, tantos planos, desenhos de futuros imaginados, projetos tão reais, que escoam pelo ralo, escorregam por entre os dedos... Por que é tão difícil, nos encontrarmos, neste labirinto que é a vida?

Às vezes estamos em pleno gozo, alegres, em êxtase total de bom viver; outrora são tantas lágrimas derramadas que chegam a frear os sentimentos, lavam a alma e levam até a inspiração... Em alguns momentos nos vemos desejosos cheios de amor e prazer, em contra ponto, cheios de desprezo e de dor, como uma competição eterna entre o bem o mal... Por que o bem nunca prevalece, embora muitas vezes se fortaleça e nos resguarde dos tombos, mas em muitos momentos, baixa a guarda e nos deixa vulnerável as mágoas e as surpresas desagradáveis...?

 A vida é tão cheia de mistérios, muitos sabem o que querem, mas não sabem como seguir... Alguns acontecimentos ocorrem como uma luz, como a estrela guia a nos mostrar o caminho, mas mesmo assim, sendo seres imperfeitos e tentados, preferimos muitas vezes desprezar tais sinais, às vezes por ignorância, outras vezes, por fingir não enxergarmos as saídas, ou também por receio de tentar mais uma vez.

 O amor e suas marcas muitas vezes é o causador de tal medo, de tentar, de lutar, de sofrer mais uma vez; porém ele também nos surge como a mola que faz parte de toda esta engrenagem do nosso  viver, alimentando nossos sonhos, guiando nossos pensamentos, ele também é o elixir que preenche nossa vida de força e coragem ante as adversidades que ela nos proporciona.

 O amor cura, o amor fere, mas sua essência é uma esperança que levamos conosco ao decorrer de nossas vidas sempre esperançosos que os verdadeiros desejos e objetivos venham a se concretizar, para que em fim descansemos nossas almas cansadas de tanto caminhar a destino do desconhecido...


                                                                         Nel Santos
Nelciene Santos
Enviado por Nelciene Santos em 14/11/2006
Reeditado em 16/11/2006
Código do texto: T291373

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Textos: Nelciene Santos http://recantodasletras.uol.com.br/autores/poesinel). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nelciene Santos
Cabo de Santo Agostinho - Pernambuco - Brasil, 44 anos
1098 textos (68608 leituras)
1 e-livros (34 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:02)
Nelciene Santos