Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

crónica do círculo nocturno do dia

passeio nos olhares distraídos, pelas sombras da nudez,procurando o cadafalso da mentira escorrida.

há muito que sem pressas atravesso a busca no jeito desenfrado da razão oculta.

sempre quiz saber de que lado se espreguiça a noite e que bocejos estonteiam a alvorada madrugadora.

quero saber mas não encontro nos cheiros coloridos a força que derrama a virtude da cor.

então, no extase da duvida, corro lugares, procuro desencontros sem que o tempo tenha filtrado emoções passageiras.

não sei que expectativas silenciam o ruído, nem tão pouco que roxos dão tom à crucificação do facto, sei, sim, que os receios amedrontam a coragem na determinação de encetar caminhos.

quando as noites vomitam o dia e os leitos ficam solitários
caio no sono burilado da insónia, enquanto o peso do cansaço se diluí na inércia de si.

é no traço da memória que lavro as palavras disponiveis para que no inedetismo da safra colha o rubro pecaminoso da exaltação de eva.

então,ressono sons brutos, enquanto por mim escorrem  olhares distraídos no desamor cobarde suicidado nos seus rancores.
João Videira Santos
Enviado por João Videira Santos em 19/11/2006
Reeditado em 19/11/2006
Código do texto: T295591

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Videira Santos). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Videira Santos
Lisboa - Lisboa - Portugal
233 textos (16636 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:23)
João Videira Santos