Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VENTA, VENTO, VENTANIA

Venta, vento , ventania.Voa rápido  ave voraz.Leva para bem longe a infeliz e falsa que me trouxe tanto mal .Voa vento e lança minhas palavras  ferinas  nos ouvidos falsos da feminina estátua de gelo e mármore. Que fez pouco de meus carinhos, meus beijos, reparos .Troçou , feminina víbora  de meus tercetos,  alexandrinos barrocos, ou minhas tentativas baratas de rimar surrealismo e romantismo. Que fez da cama, singelo repouso, campa fria para seu prazer funesto. Foram meses de prodigiosa  gastança, de loucos devaneios e loucos projetos. Cruel Messalina. As noites e os dias em que  passei  ocupando meu cérebro  em imaginar presentes , prazeres , e ela- barregã imprestável - dividia meus segredos  com outros tantos amantes .Eu, acreditando  nas juras trocadas, nas vagas insinuações de prazeres ditosos , fui sendo levado , qual cordeiro  para o sacrifício. Não passava  um dia - ave calada-  que não vinham  falar da desditosa dama. E eu, ouvidos moucos , debitava o fato  á intrigas  de pessoas mal intencionadas , ciúmes por não terem sido eles  o alvo da escolha daquela mulher falsa , feiticeira . Amigos que agora  gostaria de ter  comigo chegaram a aventar a hipótese de feitiço, macumba, mandinga, sortilégio, poção ou algum trabalho. Não  haveria outra explicação  para a minha resistência a tamanha montanha de fatos  que estavam á minha frente, candentes. Desisti de todos, xinguei-os, escorracei-os por conta da mulher fantasia e fantasma das minhas noites mal dormidas. Custei  muito, confesso, a acordar daquele transe. Em ver  finalmente o quão  cego havia sido e o quão surdo meus ouvidos ficaram. Sem um bilhete, uma carta ou um telefonema, a fingida estatua fria desapareceu  uma noite.Pensei em sequestro, homicídio ou  obra de algum dos meus ex- amigos. Mas  lentamente  voltou-me a consciência. Fora trocado, descartado por outro alguem  que caiu nas garras  desta pérfida Aracne. E hoje clamo  aos céus : Venta, vento, ventania. Voa rápido ave voraz  e vá cada dia  tirar um pedaço  do coração daquela mulher .
grotius
Enviado por grotius em 20/11/2006
Código do texto: T296288

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
grotius
Santo André - São Paulo - Brasil, 61 anos
444 textos (16466 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 12:44)